Papoilas Saltitantes
27
Abr

2015

Detesto empates, mas...

Por Ricardo Rodrigues Rocha

Detesto empates, principalmente em Derbies e Clássicos e especialmente de 0-0.

O zero-zero é a antítese do futebol, faz-me lembrar o que os Americanos diziam do soccer quando começou a ser introduzindo nos States, por alturas do Mundial'94. Queixavam-se eles que o futebol eram muito "parado", tinha pouca emoção e golos. De certa forma, compreendo esse sentimento...passar 1h30 sem ver um único golinho é dose, e coisa rara/impossível nos desportos americanos.

É também (mas não só) por isso que sou um "apóstolo de Jesus", o Jorge, porque devolveu o Benfica aos tempos em que os 0-0 eram raros. O Benfica quer-se de ataque, demolidor, goleador. O inferno da Luz é isso mesmo, é suportado na crença de que mais cedo ou mais tarde, lá fazemos um golo...e durante os últimos 6 anos (!!!) esta crença foi suportada em FACTOS (golos).

Dito isto, a verdade é que o "povo" Benfiquista é, talvez um dos povos futebolísticos mais exigentes do mundo e mesmo perante este 0-0 teoricamente positivo, há sempre quem encontre falhas do treinador ao jogador A, B ou C.

 

 

Por isso, prefiro concentrar-me antes nos "outros", no nosso rival, e no que (não) fez na Luz.

O Porto entrou no clássico obrigado a ganhar, para passar a pressão toda para o Benfica, mais, entrou obrigado a ganhar por diferença superior a 2 golos, para passar a depender só de si para ser campeão.

E o que fez "Flopetegui"?

O normal...inventou...um duplo pivot Casemiro-Ruben mais preocupado em bloquear Pizzi-Jonas do que em assumir o jogo, amarrou Oliver a uma faixa, transformando-o no "Talisca" do FCP, o que com Brahimi do outro lado fez com que abdicasse do jogo em largura e do "ataque" aos laterais do Benfica.
Amarrou Alex Sandro "lá atrás" (passou do meio-campo?) e mesmo Danilo só apareceu em processo ofensivo na 1ª parte, com um cruzamento que foi a jogada mais perigosa do Porto em todo o jogo.

Flopetegui acha-se uma espécie de Guardiola, mas como já alguém escreveu ontem num blog famoso da nossa internet, "aquilo" que faz o Porto não é tiki taka...quando muito é tuk tuk!!

 

 

Nesta recta final, quando faltam apenas 4 finais para atingir o Bi-campeonato, convém também olharmos para o principio desta época, para o que se viu na pré-época, para o que se escreveu na comunicação social, o que se opinou nas TVs e o que se palpitou nos Blogs...não é preciso ir muito longe, basta consultar, por exemplo, o que se escreveu aqui no 11para11.pt, sobre o Benfica e as suas possibilidades de ser campeão.

Todos sem excepção apontavam, no início da época, o super plantel do Porto, por oposição a um Benfica "sangrado" dos seus melhores jogadores, como hiper-favorito ao título.

Olhemos também para o 11 do último clássico na Luz. O célebre jogo dos "11 Eusébio" e compararemos com este, que 1 ano depois, se apresentou em campo...se as trocas de Oblak ou Rodrigo por Julio César e Jonas, não foram problemáticas (antes pelo contrário), a comparação Garay-Jardel (que foi dos melhores ontem), Matic-Samaris, Enzo-Pizzi ou Markovic-Talisca, é quase deprimente!

Por tudo isto, pelo contexto e pela altura da época em que foi, este 0-0 é um mal menor e um resultado positivo.

Detesto empates, mas este, foi bem bom!!

9 pontos, 3 vitorias é tudo o que nos separa do BI.

É TEMPO DE ACREDITAR...RUMO AO 34!!