O Fantasista
01
Ago

2013

Tutorial 04 - Midfielders

Por O Fantasista

 

O tutorial segue com mais uma análise profunda aos jogadores disponíveis na Fantasy EPL desta época. Após Goalkeepers e Defenders, apresentamos os Midfielders subdivididos em três categorias: Chanos, Ilievs e Pablos.

A homenagem aos tri-vice-campeões nacionais acelera para o final, e o objectivo passa por identificar, tal como anteriormente foi feito para os defesas, quais serão, para mim, os centro-campistas mais promissores desta época. Como sempre teremos em conta o estatuto de titular e minutos por jogo, a posição ocupada em campo, a capacidade de gerar pontos e valor, e por fim, o preço.


Optamos por escolher somente um jogador por equipa, sendo que esta vintena é totalmente composta por médios ofensivos, interiores, alas e extremos que podem jogar em qualquer um dos seguintes sistemas tácticos: 4-4-1-1, 4-4-2, 4-3-3 ou mesmo no 3-5-2 do Hull de Bruce e ainda no possivel 3-4-3 do Everton de Martínez.

A tarefa é complicada, a pré-época não ajuda, e facilmente se percebe que o miolo é a zona do campo que mais dúvidas levanta. Decidimos não selecionar os “óbvios”, e fomos em busca de soluções alternativas, ideias para quem necessita de uma dupla rotação no meio do parque.

Escolhas mais careiras também fazem parte do certame, tal como umas postas que podem resultar caso consigam brilhar logo nas primeiras jornadas. Ambas são justificadas por falta de alternativas seguras na equipa em causa, ou porque o lugar de determinado jogador ainda continua em disputa.

 

Os Chanos (£4.5m - £5.0m)

Ele e alguns do União de Leiria serão dos poucos jogadores a conseguir o seguinte feito: ser treinado por José Mourinho e não conquistar o silverware.

Tonev (£5.0m) é um dos rookies desta época e prepara-se para garantir um lugar no 11 do Aston Villa, jogando nas costas de Benteke. 4g e 3a ao serviço do Lech Poznań indicam potencial, mas o inicio de liga coloca-o frente a ARS, LIV, CHE e MCI nas primeiras seis jornadas (relembro também a jornada dupla do Villa, @ARS e @CHE).

O ex-WBA, Thomas (£4.5m), é reforço do Crystal Palace, equipa treinada por Holloway, um treinador adepto do futebol ofensivo e que referiu que deverá utilizar o experiente Jerome Thomas na ala esquerda ou no miolo ofensivo.

Koren (£5.0m) é outro que já tem experiência de Premier. É o dono de todas as set-pieces (no Championship meteu 9g e 5a), e apresenta-se com uma óptima opção para fazer parelha com Thomas, uma fortissima rotação low-cost no meio campo (uma das mais baratas).

A finalizar os Chanos, deixamos aqui duas postas: Redmond (£5.0m) e Kačaniklić (£5.0m). O primeiro, ex-Birmingham, é um dos novos reforços do Norwich, um dos poucos a brilhar no Europeu Sub-21 ao serviço da Inglaterra (jogou na extrema direita). O segundo já explodiu a espaços no ano passado, ao serviço do Fulham, 4g com 4a e 10pb em apenas 1255min, deixando entender que sem lesões pode afirmar-se de vez na esquerda do miolo dos Cottagers.

 

Os Ilievs (£5.5m - £6.0m)

Mais um Maradona de leste. Quantos já terão existido?

A cumprir a sua quinta época na EPL, o médio do West Brom Brunt (£5.5m) tem como objectivo minimizar as lesões e voltar a realizar uma temporada de 100 ou mais pontos na Fantasy, visto que só por uma vez falhou esta marca – justamente em 2012/13. A sua equipa terá um arranque suave com um calendário bem favorável nas primeiras cinco jornadas, e as bolas paradas estarão sob a sua batuta (McAuley é seu colega!).

O extremo esquerdo do West Ham, Jarvis (£5.5m), também pode beneficiar de um forte arranque de campeonato, CAR, STO e EVE visitam Upton Park, e deslocações aos terrenos de NEW, SOU e HUL parecem oferecer boas possibilidades de retornos ofensivos.

Rosický (£5.5m) é uma média posta a curto prazo, muito dependente do que Wenger acabar por conseguir no mercado de transferências. Fundamental na série invicta de dez jogos na ponta final da época passada, o checo, a jogar nas costas do avançado (Giroud, Podolski ou...Suárez), terá a forma e o calendário do seu lado.

O novo representante do País de Gales, Cardiff, conta com o categorizado Bellamy (£5.5m) que se prepara para a sua décima segunda aventura na Premier League. O ex-jogador do Coventry, Newcastle, Blackburn, Liverpool, West Ham e Manchester City tem cartel suficiente para justificar a etiqueta mais dispendiosa dos médios disponíveis entre os três clubes que subiram de divisão, como provam os 32g, 20a em 7874min ou 87 jgs, só nas últimas cinco presenças na EPL.

O uruguaio Ramírez (£6.0m) deverá continuar dono e senhor do #10 do Southampton. Mauricio Pochettino finalizou a época com um quarteto ofensivo muito móvel, completado por Lallana e os dois avançados Lambert e Rodriguez. Se a rotatividade em campo pode acrescentar valor, Gastón terá que apresentar maior consistência no que a minutos diz respeito, só 1680min, equivalente a 19 jogos ou meia época. Sem lesões facilmente poderá atingir o dobro dos retornos verificados na época de estreia, 5g, 4a e 8pb. O dobro disto, 10g, 8a e 16pb significam no mínimo um total de 166 pontos, equivalente a um lugar no Top-15 na Fantasy 2012/13 (em igualdade com Benteke!).

O Newcastle reforçou-se, mas só em Janeiro. Sissoko (£6.0m) foi a revelação ocupando a posição mais avançada do tridente de meio campo, impondo a sua capacidade física para realizar autênticos raides em direcção às defensivas contrárias, colocando-as em claro sobressalto. Em 11jgs, contabilizou 3g, 3a e 6pb, amealhando 53pts no processo. Mais um que cumprindo uma época inteira poderá chegar a um total bem interessante.

Ainda na fasquia dos Ilievs relembramos a estrela de 2010/11, Adam (£6.0m). O médio centro do Stoke City poderá ver em Mark Hughes a oportunidade para voltar à ribalta. O novo treinador quer quebrar com o passado recente vivido em Stoke-on-Trent, e devolver aos fãs um futebol mais atractivo. Se o conseguir, o pé esquerdo de Charlie Adam estará certamente envolvido.

A finalizar temos um dos médios espanhóis do Swansea, Hernández (£6.0m). Em época de estreia marcou 3g e realizou 8a, conquistando ainda 11pb. Totalizou 110pts em 2183min (dois terços de época), dando a entender que facilmente poderá melhorar o seu pecúlio. Este ano, e devido aos compromissos europeus, irá ser vitima de um possível sistema de rotação implementado por Michael Laudrup. No entanto a sua qualidade é inquestionável e agora que realizou a pré-época inteira com a equipa, deverá garantir a titularidade na ala esquerda do clube galês. 

 

Os Pablos (£7.0m ou mais)

Pablito, porque não uma experiência na Premier antes do regresso a casa?

O Sunderland abre esta nova categoria e Sessegnon (£7.0m) é o escolhido. O médio ofensivo do Benin arrecadou 302pts nas duas últimas épocas, obtendo uma média de 150pts/yr. Ora por apenas £7.0m este jogador não pode ser ignorado. FUL, a quem marcou 2g em 2jgs, SOU e CPL são os 3 primeiros adversários, e tendo em conta a sua franca melhoria após a chegada de Paolo Di Canio (2g, 1a e 6pb em 4jgs), é de esperar um festim!

Logo de seguida temos o belga Mirallas (£7.5m). Anteriormente classificado como avançado (96 pts), agora surge como médio e parece já estar a beneficiar da chegada do novo treinador Roberto Martinez. Em 3 jogos facturou por 3 vezes, e frente à Juve jogou na meia esquerda do tridente ofensivo do 3-4-3 do Everton.

Parece incontornável, Bale irá deixar Vilas-Boas e o seu Tottenham rumando a Madrid. Mesmo que tal não aconteça, Chadli (£7.5m) sairá sempre beneficiado. O belga (mais um!) pode jogar em qualquer um dos lugares mais ofensivos, André já o afirmou. Com 10g e 5a em 22jgs na Eredivisie, e capacidade para finalizar com categoria com ambos os pés, não parecem haver dúvidas sobre o seu talento. Jogos em casa contra SWA e NOR, e deslocações aos “tenros” CPL e CAR nas primeiras cinco jornadas, ajudam a perceber que pode estar aqui uma das revelações do campeonato.

Subindo um pouco a parada temos dois casos de fraco aproveitamento nos respectivos anos de estreia, Kagawa (£8.0m) e Oscar (£8.5m). O japonês com 87pts (6g e 4a) em apenas 1314min, o brasileiro com 117pts (4g e 7a) em 2292 min. Mourinho já disse que tenciona utilizar Oscar somente na posição 10, e Moyes poderá e deverá libertar o génio de Kagawa com a saída de Wayne Rooney. De realçar logo no arranque a jornada dupla do Chelsea, HUL e AVL em casa!

Manuel Pellegrini assinou a 14 de Junho com o Manchester City, a 1 de Agosto já se enviaram às malvas £100m. No sector do meio campo, os escolhidos foram Fernandinho e Navas (£9.0m). O espanhol parece ser aquele que criará mais impacto neste novo look do City. Um extremo à antiga, com grande velocidade, muito forte no 1x1 e felino no cruzamento (83a em 375jgs pelo Sevilha). A finalização parece ser o seu ponto fraco (só 31g), mas agora que está rodeado de tantos talentos futebolisticos não deverão faltar oportunidades para melhorar nesse campo.

O vigésimo e último jogador em destaque é Coutinho (£9.0m) do Liverpool. Contratado em Janeiro, jogou somente 923min (13jgs) mas o suficiente para conquistar 70pts – média fantástica de 6.8pts/90min. O onze titular de Rodgers até à sexta jornada parece definido: Mignolet; Johnson, Touré, Agger, Enrique; Lucas, Allen; Coutinho, Gerrard, Aspas/Downing/Sterling; Sturridge/Aspas. A questão é a falta de alternativas ofensivas no miolo, já que Lucas e Allen não contribuem com retornos ofensivos, apenas 1a entre ambos. Logo só nos sobram Gerrard e Coutinho, ambos na marca dos £9.0m. Como podemos ver as dúvidas são poucas até ser levantado o castigo a Suárez. O avançado uruguaio até pode abandonar o seu clube, mas e se não o fizer? Voltará certamente ao 11 à sétima jornada e aí o que acontecerá a Gerrard? Provavelmente passará a jogar mais recuado, enquanto Coutinho continuará a patrulhar a banda esquerda com permissão para as suas diabólicas incursões interiores.