O Fantasista
06
Jan

2014

Rotação e Wild Card

Por O Fantasista

 

2013 fechou com o período mais louco da Fantasy EPL, com 4 Gameweeks em apenas 15 dias. Muitas foram as equipas (de fantasia) que sofreram bastante com as rotações dos vários managers (os reais) e com as pequenas lesões que foram surgindo neste período, contribuindo para algumas décalages nas tabelas provisórias. Como 2014 acabou de chegar e traz consigo um Wild Card fresquinho para ajudar a dar a volta a muitos teams, voltamos a analisar as rotações disponíveis olhando já para o calendário até final da época. 

O regresso dos heavy hitters à forma habitual torna-os imprescindíveis nos vários plantéis. Para podermos contar com 3 Midfielders e 2 Forwards de topo, vou incidir apenas nas rotações de Goalkeepers e Defenders, pois todas as libras que conseguirmos poupar serão investidas nos "cabeçudos" da Fantasy EPL.

 

Goalkeepers

Se optarmos pela dupla Marshall (£4.7m) e Mannone (£4.4m), provavelmente teremos aquilo que se pode chamar de rotação perfeita. Em 18 jogos, 17 em casa, e apenas 2 frente a equipas do Top-8. Maravilha!

A parelha mais em conta nesta categoria, Speroni (£4.5m) e McGregor (£4.5m), oferece uma lista de jogos relativamente aceitável. Um terço dos jogos fora, todos contra adversários da segunda metade da tabela, e 12 jogos em casa, com 4 desafios frente ao Top-8.

O par mais em conta com rotação perfeita home/away até ao final do championnat realiza só um jogo fora até ao final da época, e isto porque o NEW recebe o MCI já no dia 10 de Janeiro. Krul (£5.3m) e Mannone (£4.4m) são a dupla mais cara, devido ao holandês do Newcastle, mas contam com um óptimo encadeamento, com apenas 4 jogos frente ao Top-8, 2 deles frente ao EVE.

Existe também a possibilidade de conjugar o SOU com o CAR, mas a instabilidade na baliza dos Saints, verificada após a lesão de Boruc, coloca algum risco nesta decisão. Seriam 4 jogos frente ao Top-8, e 2 fora de casa no total.

 

Defenders

Para os defesas temos várias combinações dependendo de quanto quiserem investir na defesa.

Os recém-promovidos, Hull, Cardiff e Palace, e o Norwich revelam-se os teams que oferecem melhor valor entre preço e clean sheets. Nas linhas abaixo considero apenas os jogadores que apresentam dois requisitos: titular e baixo custo.

 

Three Way Pick One Rotation

Para quem já tem dois Defenders fixos e que contribuem regularmente, a melhor opção passará por esta rotação, escolhendo um todas as semanas tendo em conta o matchup.

O trio Ward (£4.1m), Olsson (£4.2m) e Brown (£4.3m) resulta em 14 jogos em casa, com somente 2 confrontos frente ao Top-8 (TOT e LIV), totalizando £12.6m. Outras combinações envolvem ainda Turner (£4.2m), Chester (£3.9m), sendo que talvez a melhor estratégia seja começar com a 3ª linha, a mais barata, e que possibilita 9 home games consecutivos, e transitar suavemente, nas GW's 29 e 30, para a 1ª linha, a qual termina com 9 jogos caseiros em 10.

 

Three Way Pick Two Rotation

Os que acreditam no poder da Defesa e na força da clean sheet, podem sempre usar esta rotação, procurando acompanhar semanalmente os tais dois Defenders fixos com alternativas low cost que prometem retornos, poupando depois nos sectores mais avançados.

Às equipas já mencionadas acima, junto o Sunderland, através de Brown (£4.3m), que com Poyet mostra uma melhoria na segurança defensiva e cujos matchups encaixam com algumas das triplas escolhidas. A última combo tem também Williamson (£4.4m), de quem já me devem ter ouvido falar no passado, sobretudo porque também costuma trazer retornos ofensivos.

A nível do grau de dificuldade previsto para estas combinações, nenhuma conta com mais do que 12 jogos away nem com mais de 8 contra equipas do Top-8, nas 36 oportunidades para pontuar até ao final da época.

 

Four Way Pick Two Rotation

Finalmente a rotação que vos permitirá libertar mais fundos para a frente. Desta forma, e com quatro escolhas low cost e só um Defender de topo, fica mais fácil construir um middle of the park e uma frente atacante de luxo.

A melhor rotação 4-way de baixo custo apresenta 15 deslocações, com apenas uma delas ao terreno de uma equipa do Top-8, e apenas 5 dessas equipas em embates caseiros (NEW x3). Nada mau, para os 36 jogos que contamos retirar deste grupo.

 

PS - Long live the King.