O Fantasista
18
Mai

2013

Penalty para a despedida

Por O Fantasista

 

 
É com alguma tristeza que enfrento este último fim-de-semana de EPL. Depois do final épico do ano passado, nada como uma jornada aborrecida em que só faltam definir as posições do último degrau do pódio, da pré, e do representante na Liga Europa.
O Chelsea dificilmente ficará fora da UCL mas interessa-lhe manter o 3º posto, entrando directamente na fase de grupos. Partindo do princípio que o Tottenham bate o Sunderland, o Arsenal precisa de vencer fora o Newcastle para segurar o 4º lugar. No entanto o team de Wenger ainda pode ser 3º classificado, para tal necessita vencer e esperar por um desaire caseiro do novo campeão de Amesterdão. No caso de se verificar um empate em “Stamford” (à la Miguel Prates), o Arsenal ganhando por 2 ou mais finaliza na terceira posição. Mas ainda existe uma outra possibilidade, um empate do Chelsea e uma vitória tangencial do Arsenal levariam as duas equipas para um playoff a realizar no Villa Park no dia 26. A equipa de André precisará sempre de vencer o seu jogo e esperar por uma escorregadela do seu rival norte-londrino (Benfica-esque). 
 
Jääskeläinen (£5.2m) é o segundo keeper mais pontuado desta época, 11cs e o recorde na categoria das Saves (153) possibilitaram um acumulado de 142 pontos. O finlandês totaliza mais pontos que qualquer outro colega do West Ham, 12 de vantagem em relação ao 2º classificado, Nolan, e o Reading, o próximo e último adversário, não marcou em 4 dos seus últimos 6 jogos. Big Sam vem de 2 jogos caseiros sem sofrer golos e pretende terminar a época tal como começou, vitória magra sem conceder golos. Como diria Michael Carrick em vésperas da visita ao Dragão na edição 08/09 da UCL , “nick one and keep a cleanie”.
 
Zabaleta (£6.4m) “perdeu” a deslocação ao terreno do Reading após a expulsão na final da FA Cup, adivinhando-se portanto o seu regresso ao onze titular do City, agora orientado por Brian Kidd. Os azuis de Manchester vêm de 3 jogos consecutivos sem sofrer golos e deverão manter esse registo frente à nova equipa de Ricky Van Wolfswinkel, o Norwich City. Os canários só marcaram 2 golos nos últimos 6 jogos fora de casa.
O Swansea prepara-se para se despedir dos seus adeptos após mais um ano brilhante na Premier League. Do outro lado estará o Fulham que não vence há 7 jogos, sendo que nos últimos 3 jogos fora marcou apenas um golo. Nestas circunstâncias Rangel (£4.7m), recentemente utilizado a médio, parece-nos ser um dos melhores defesas disponíveis para atacar esta última semana (5.4% de utilização). O mais pontuado do sector defensivo dos galeses, com 110 pontos, apresenta 2cs (ambas em casa), 1 golo e 1 assistência nos últimos 6 encontros.
Enrique (£6.0m) é o defensor que completa esta primeira fase de escolhas. O defesa do Liverpool conseguiu 4cs nos últimos 6 jogos, e o seu adversário, QPR, marcou somente 1 golo nos últimos 5 jogos. Com 7.4% de escolhas não parecem existir dúvidas sobre a sua valia para esta jornada.  Mais, os seus 2 sets de 18 pontos foram conseguidos em Anfield. Tal como 5 das suas 6 assistências.
 
E chegamos à minha zona preferida, o middle of the park. Desta vez contamos com três caras bem conhecidas e um novato que promete muito.
O novo prodígio brasileiro tem sido algo infeliz ao não marcar presença nas escolhas semanais, porém surge aqui a sua oportunidade. Coutinho (£7.0m) tem sido o grande destaque desde o castigo aplicado a Suárez. Passou a jogar in the hole, claramente o mais indicado para explanar todo o seu futebol. Exímio no último passe apresenta-nos 4 assistências nos últimos 3 jogos, e tudo indica que não será o miolo defensivo do QPR, Mbia e Jenas, a conseguir travá-lo. 
Walcott (£9.3m) é outro que beneficiou, de forma indirecta, de uma sanção atribuída a um colega seu. Três jogos sem Giroud, 3 golos, 6 pontos de bónus e uma média tremenda de 9 pts/jg. Não esquecer a sua fantástica exibição e os 26 pontos (3g e 2a) que totalizou na 1ª volta frente a este mesmo Newcastle (7-3 no Emirates). Para ajudar à festa, o team de Pardew sofreu 9! golos no derradeiro par de jogos caseiros. 
O espanhol Michu (£7.9m) regressa de forma inesperada à equação deste fecho de EPL. A 4 de Maio Laudrup afirmou que provavelmente a época do médio estaria terminada, no entanto em Old Trafford voltámos a perceber o quão importante tem sido este rapaz na época do Swansea. Como último adversário terá pela frente o desastroso Fulham que não ganha há 7 jogos, e que sofreu 7 golos nos últimos dois encontros. O ex-Rayo, em estreia na EPL, conta já 11 golos e 2 assistencias em 18 jogos caseiros, média de 6 pts/jg.
A finalizar temos o jogador do ano, o mais que tudo de André Villas-Boas, Bale (£11.0m). Se o Tottenham conseguir chegar novamente ao Top 4, garantidamente será porque detém este genial atleta nos seu quadros. Conta com pelo menos 4 match winners, sendo que, facturando em 16 jogos, “garantiu” 13 vitórias e a sua equipa só por uma vez perdeu (5-2 @ARS). Forte candidato a Capitão pois só existe um resultado possível este domingo, a vitória. E após dois raros blanks as odds estarão ainda mais a seu favor.
 
A última semana promete novidades no trio de lanças. Uns escolhidos pela forma invejável que apresentam , e outros pelo adversário que defrontam.
A liderar o trio surge o grande goleador das últimas jornadas, o sobrinho do Dean, Sturridge (£7.4m). Com 17.4% das escolhas, o “substituto” de Suarez apontou 6 golos e 3 sets de pontuação dupla nos últimos 4 jogos. Serão Hill e Onuaha capazes de contrariar esta tendência? Não me parece... No entanto só um destes seis golos foi apontado em Anfield. Food for thought?
Bale apontou 2 blanks mas Adebayor (£9.1m) fez exactamente o contrário com 2g, 1a e 5pb neste último par de deslocações. Parece  assim finalmente disponível (mentalmente) para assumir o cargo de único ponta de lança, o sistema preferido de André. O Sunderland perdeu 9 dos últimos 11 confrontos com os Spurs, e na última deslocação Di Canio encaixou 6! do Aston Villa. Paolo já ameaçou os seus jogadores na eventualidade de mais uma derrota pesada, “Irei encurtar as férias de muitos!”. Não temos Roberto Mancini, mas o show italiano na EPL continua bem vivo.
Finalizamos com um big man, Carroll (£8.2m). O jogador emprestado pelo Liverpool fará provavelmente o seu último jogo com a camisola do West Ham, e o adversário não poderia ser melhor – Reading. A segunda pior defesa da EPL, 69 golos sofridos, desloca-se a Upton Park. O avançado, nos últimos 6 jogos caseiros, acumula 4 golos, 2 assitencias e 6 pontos de bónus. Por sua vez o Reading sofreu 14 golos nas últimas 6 deslocações. Condições perfeitas para que Andy Carroll se despeça em grande dos seus “novos” adeptos!
 
 
11 da Semana
Jääskeläinen
Zabaleta; Rangel; Enrique
Coutinho; Walcott; Michu; Bale
Sturridge; Adebayor; Carroll
 
Banco
Vorm; Clyne; Milner; Agbonlahor
 
Posta Mágica
Mais um duro que abandona a EPL este domingo, outro one club man prepara-se para deixar o seu Liverpool. Carragher (£5.0m) chegou em 1996 e nunca mais saiu, imagine-se. São ou foram 17 anos dedicados exclusivamente aos vermelhos da cidade de Liverpool. Mesmo assim e para que se pudesse dizer que realizou uma carreira imaculada, teria claramente que ter conquistado a tão ambicionada Premier League. No entanto participou em 732 jogos, marcando 4 golos nesse processo.
Em relação ao seu último jogo, o Capitão fará tudo o que puder para abandonar o clube com a sua imagem de marca: uma clean sheet. Traz na bagagem 4 nos últimos 6 jogos, e até existem rumores de que será o marcador de um eventual penalty a favor do Liverpool. Querem melhor imagem do que Jamie a facturar em frente ao The Kop?