O Fantasista
04
Abr

2013

Gervinho e Cia.

Por O Fantasista

 

 
O primeiro jogo da jornada opunha um Sunderland (16º), claramente fora de forma, frente ao quase novo campeão inglês, Manchester United (1º). Van Persie recuperou a consistência na passada semana (3 golos em 2 jogos pela selecção) e resolveu a questão com uma assistência para o único golo da partida, 0-1. O golo, auto neste caso, foi atribuído a Titus Bramble, um elemento já com algum historial nesta materia. O holandês, conquistando também 3pbs, fez assim 7 pontos no total.
 
Com inicialmente previsto, o Arsenal (5º) despachou o Reading (20º) vencendo por 4-1. Gervinho (a posta mágica da semana), Cazorla e Arteta registaram duplo dígitos, e foram naturalmente os mais pontuados com 14, 12 e 10 pontos, respectivamente. O costa-marfinense dá a entender que muitas vezes a bola só atrapalha, mas lá somou 1g, 2a e 1pbs. Os espanhóis marcaram 1 golo cada e lideraram a equipa nos bónus, Santi com 2 e Mikel com 3. Nos visitantes a dupla McAnuff (5 pts) e Robson-Kanu (7 pts) construiu o golo de honra, destacando-se assim dos restantes companheiros.
 
O Manchester City (2º) também não facilitou cilindrando, por 4-0, um Newcastle (15º) carregadinho de lesões. Após dois meses Kompany regressou ao onze titular, e com 1g e 1cs assegurou 12 pts. Clichy (1a e 2pbs) e Silva (1g e 3pbs) também obtiveram pontuações de destaque, 11 pts para ambos.
 
O Southampton (12º) de Maurício voltou a fazer das suas, ou terá sido Rafa Benitez o obreiro de mais uma derrota inesperada para o Chelsea (4º)?
Os avançados da casa estiveram em grande, apontando os 2 golos da vitória. Rodriguez com 3pbs arrecadou 9 pts, enquanto Lambert levou para casa 7 pts (2pb). A separar este duo, surgiu, com 8 pontos, o capitão do Chelsea, John Terry (1g e 1pbs).
 
E o galês venceu mesmo no regresso ao seu território,facturando forte mais uma vez. Com 1g, 1a e 3pbs, Bale voltou aos duplo dígitos, 13 pts. Vertonghen aplicou a mesma receita e também ele saiu do campo do Swansea (9º) com 13 pts (2pbs). O Tottenham (3º) não conseguiu manter a CS e Michu, apesar da derrota por 1- 2, voltou aos golos e aos pontos. Apenas 6 pts, mas o suficiente para o tornar o 4º melhor marcador da EPL com 16 golos.
 
O West Ham (11º) conquistou 3 pontos muito importantes na fuga à luta pela despromoção, vitória por 3-1 em casa frente ao West Brom (8º). Carroll marcou pelo 3º jogo consecutivo em casa, e desta vez foram dois. Juntando-lhe os 3pbs, apresentou o seu melhor score da época – 13pts. O médio O’Neil também brilhou, com 1g, 1a e 2pbs, registou 12 pts.
 
Roberto Martinez e o seu Wigan parecem fadados para estes finais de época absolutamente frenéticos. Mais 3 pontos com uma vitória tangencial, 1-0. Desta vez às custas do Norwich (14º), e com mais um golo do in form Koné. O africano contabilizou 9pts, tendo direito a 3pbs. O keeper da FA Cup passou a keeper da EPL, Robles manteve a forma e com 1cs e 2pbs foi o 2º mais pontuado desta partida, 8 pts.
 
Moyes prepara-se para mais um final de época em grande nível. O Everton (6º) venceu por 1-0 o Stoke City (13º) no confronto mais tardio de sabado. O belga Mirallas, que já vinha prometendo retornos consistentes nas últimas semanas, foi o mais pontuado com 9 pts, resultado de 1g e 3pbs.
 
No domingo pascoal o outro team da cidade, Liverpool (7º), também venceu. Fora de casa operou uma reviravolta perante o Aston Villa (18º), 1-2 com golos de Henderson e Gerrard (pen). Estes foram sem surpresa os mais pontuados, 9pts para ambos.
 
Segunda feira, dia 1 de Abril, jogou-se o West London Derby: Fulham (10º) vs QPR (19º). Berbatov esteve irresistível, 2g e 3pbs a carimbar uma exibição de sonho (13pts). O que dizer daquele pormenor sobre Traoré, junto à face lateral direita da área do QPR...
Um passe em lob de Riise, domínio/finta em flick do búlgaro, que com uma ultrapassagem (em slow motion!!!) consegue dominar a bola já no lado contrario do adversário, e em progressão com um só toque penetra na área oferecendo a Bosingwa a possibilidade de um auto-golo de trivela.
Remy (4pts) sofreu com a penalização aplicada ao penalty falhado (-2 pts). Caso contrario o francês poderia ter bisado pela 1ª vez na EPL, realizando assim a sua primeira pontuação na casa das dezenas.