O Fantasista
25
Out

2013

Gameweek 9

Por O Fantasista

 

É o delírio no primeiro terço classificativo da English Premier League, onde apenas quatro pontos separam o Top-7. Chelsea, Liverpool, Tottenham e Southampton enfrentam combates no conforto dos seus lares, enquanto Arsenal, City e Everton terão que se fazer à estrada nos respectivos Coach’s. Destaque para o grande jogo da jornada, onde o Chelsea recebe o Manchester City, domingo às 13.30h, mas só segundo a Benfica TV(!), que claramente sabe algo que nós desconhecemos por completo.

Pode não parecer mas o Chelsea é o favorito, vencendo 10 dos últimos 16 desafios entre ambos em Stamford Bridge (4E e 2D). E não esquecer que o Zé, em 64 jogos, nunca perdeu em casa para a EPL ao serviço dos azuis de Londres (50V e 14E). Mais, esta época o team de Pellegrini só venceu 1 dos 4 jogos que realizou fora do Etihad, sendo que o Chelsea venceu todos os que realizou em frente aos seus fãs.  Convém não esquecer aquela frase do Zé: “If Madrid were to fire me, i wouldn’t go to Malaga. I’d go to a top-level team in Italy or England”.

A escolher alguém, teria que forçosamente optar pelos in-form players: Hazard e Agüero. O médio belga conta com uma média de 9.3pt/jg nas últimas 3 jornadas, enquanto o argentino apresenta 7.7pt/jg. Ambos marcaram 3 golos nos últimos 2 jogos na EPL.

 

Goalkeeper

Esta é uma posição que revelava já 6 blanks consecutivos após o brilhante arranque com a pick da GW1 (Mignolet – 15pts). Com o regresso às escolhas certas na GW8 (Vorm – 6pt), a confiança voltou!

Agora é Boruc (£4.8m) o preferido. O polaco já conquistou 5 clean sheets, 3 nos últimos 3 jogos em Saint Mary’s. O Fulham, antes da esmagadora vitória sobre o Crystal Palace (4-1), só conseguiu marcar 1g em 3jg fora da sua cottage.

 

Defenders

O internacional inglês Walker (£6.1m) é o escolhido por ter sido o único representante do sector defensivo do Tottenham a ser excluído da viagem europeia. Também ele dono e senhor de 5cs em 8jg, e totalista, defronta um Hull City que perdeu o seu ponta de lança Graham (que convenhamos, até pode ter sido uma dádiva dos deuses), e não venceu nas últimas 6 deslocações a White Hart Lane.

As dificuldades apresentadas pela habitual dupla titular de centrais do United faz com que Evans (£5.0m) surja no meu pensamento como uma excelente opção para defrontar um Stoke City que não marca há 3 jogos. Titular na última jornada e na Uefa Champions League a meio da semana, o defesa é ainda um belíssimo diferential – taxa de utilização de 1.2%.

Taylor (£4.4m) é possivelmente a escolha mais discutível deste lote. A verdade é que o habitual titular Davies estará ausente no próximo mês devido a uma entorse, abrindo assim a porta do onze ao seu companheiro. O #3 recebe o West Ham que só marcou em 1 das 4 deslocações realizadas, curiosamente no terreno do Tottenham e logo por 3 vezes! Nos últimos 3 confrontos entre ambos, a vitória surgiu sempre para os da casa, e sempre com clean sheet à mistura.

 

Midfielders

O espanhol Cazorla (£9.6m) abre o quarteto de médios pois julgo que Arsène Wenger quererá gerir o seu team num jogo que aparece entre recepções ao Dortmund (UCL) e Chelsea (League Cup). A deslocação ao vizinho Crystal Palace é claramente o jogo mais fácil no horizonte dos gunners e Santi foi um dos que ficou no banco no duelo frente aos alemães, dando a entender que estará garantido no onze titular do jogo matinal de sábado. Ian Holloway foi despedido, deixando órfã uma equipa que perdeu os últimos 5 jogos sofrendo 13 golos nesse período. Cazorla ainda não marcou nesta época de EPL, mas terá aqui a oportunidade perfeita para abrir a sua conta pessoal.

O Everton é outra equipa que se desloca a um terreno tradicionalmente favorável para as equipas visitantes, Villa Park. Mirallas (£7.2m) é o rosto da consistência nas últimas quatro jornadas, com 1g, 3 a e 3pb mantendo uma média de 6pt/jg. O Aston Villa sofreu sempre golos nos últimos 15 jogos em casa, e a equipa de Roberto Martinez marcou em 3 dos 4 jogos fora (6 golos).

De seguida temos um dos homens do momento, e um dos responsáveis pelo fantástico arranque da equipa de Pochettino. Lallana (£6.1m) é o médio com mais liberdade no Southampton, e apresenta retornos ofensivos nos derradeiros 4 jogos – 2g, 2 a e 6pb. Será o Fulham capaz de o deter? Duvido!

Townsend (£5.7m) reforçou o seu estatuto na equipa de André Villas-Boas com o golo que abriu caminho à vitória em Villa Park, ao ponto de também ele ter sido poupada da viagem europeia. Portanto a titularidade está garantida frente a um Hull City que sofreu sempre 2 golos nas suas 4 deslocações. Steve Bruce ficou sem o seu keeper titular (McGregor 6 semanas out), e veremos como reage o seu substituto, Harper, às bombas de Andros.

 

Forwards

Mesmo estando em dúvida, confio que Van Persie (£13.9m) regresse este fim-de-semana ao 11 do United - há muito que deixei de acreditar nos knocks and niggles de Moyes.  O Manchester United venceu os últimos 5 em casa frente ao Stoke, e Van Persie adora este adversário – 8g em 7jg!! O resto é conversa.

O terceiro classificado na categoria dos Forwards, com 53pts, defronta uma equipa que sofreu 7g nos últimos 2jg. Giroud (£9.5m) é o único do trio da semana anterior que mantém a minha confiança para esta semana, principalmente por defrontar a pior defesa (em qualidade) da EPL. Apesar de não marcar há 4 jogos na EPL, o francês (4g, 4a e 9pb) parece ser a melhor aposta para um retorno explosivo quando subir ao relvado do Crystal Palace. (E a foto ao lado serve de prova para a "moral" actual do francês)

Benteke (£8.8m) é mais um que pode causar estranheza, especialmente porque fecha um trio de atacantes que não contempla nenhum dos strikers do Liverpool (já lá iremos...). O belga regressou frente ao Tottenham após um mês de ausência, e com mais uma semana de treinos deverá estar apto para defrontar (desde o apito inicial) o seu amigo Lukaku. Relembro que Benteke, antes da lesão, já tinha marcado 4g, com 8pb, em somente 4jg! A terminar uma stat daquelas: o Everton não conseguiu uma única clean sheet em qualquer um dos últimos 18 encontros frente ao Aston Villa.

Noutros campos, o West Brom conseguiu clean sheets nos últimos 3 jogos frente ao Liverpool e Suárez nunca marcou ao WBA. Sturridge também nao regista um histórico fabuloso - 1g em 3jg. Mais, Suárez em 5 jogos perdeu 4! Food for thought...

 

Bench

No seguimento do tidbit anterior, escolho McAuley (£5.4m). A sua equipa está imbatível há 5 jogos, nos quais conquistou 26pts (1g, 2cs e 2pb). Na época passada marcou em Anfield Road.

O talentoso médio francês, Cabaye (£6.2m), recuperou a titularidade e a forma com 2g e 1a em 4 jogos. Prepara-se para o Tyne-Wear derby, na visita ao rival Sunderland, fixture que o Newcastle só perdeu uma vez nos últimos 11, marcando em todos eles! Dado curioso: o team de Poyet não vence na EPL precisamente desde os 3-0 (e os míticos festejos de Di Canio) em Newcastle...

Bony (£7.5m) parece particularmente inspirado no Liberty, em 4 jogos marcou 2g e registou 1a (só não retornou pontos frente ao Liverpool). Titular nos últimos 2, parece estar na pole para liderar o ataque dos galeses.

 

Posta Mágica

O ex-Celtic Hooper (£6.2m) terá agora a grande oportunidade de se afirmar como titular no Norwich. A lesão de Van Wolswinkel permitiu a estreia no Emirates, no entanto a sua tarefa seria sempre considerada ingrata frente ao poderoso Arsenal, o líder da EPL (nunca pensei escrever estas palavras sobre o “Barcelona sem títulos”, como lhes chama o Pedro Henriques).

Agora o adversário é outro, um Cardiff City que sofreu golos em 7 dos 8 jogos já disputados. Depois do voto de confiança no embate caseiro com o Newcastle, veio uma derrota pesada frente ao Chelsea, e Malky Mackay está pertíssimo de ser sacked. O Norwich não venceu as suas duas últimas partidas em Carrow Road, e não perde 3 de forma consecutiva desde 2006. Nada como um nick one and keep a cleanie, com a marca do ex-Celtic, para renovar as ambições dos Canários em mais uma luta pela manutenção na maior divisão do futebol Britanico.