O Fantasista
18
Out

2013

Gameweek 8

Por O Fantasista

 

Estamos de regresso e logo com um número infindável de opções para este fim de semana. Mesmo assim avizinham-se complicações para alguns dos candidatos ao Top-4, nomeadamente para os clubes de Manchester. O United recebe o in-form Southampton, que venceu as últimas três jornadas, e sem sofrer golos, enquanto que o City tenta a sua primeira vitória fora de casa (em quatro tentativas!) na deslocação ao castelo de Big Sam em Londres.

 

Goalkeeper

Uma estreia absoluta neste espaço, o keeper do Swansea, Vorm (£5.0m). É verdade que ainda não conseguiu manter uma única clean sheet esta época no Liberty, mas talvez o Sunderland seja o adversário ideal para tal acontecer. A equipa liderada agora pelo estreante Poyet não vence há sete jogos, marcando somente 2 golos nos jogos fora de casa.

 

Defenders

O alemão Mertesaker (£5.5m) apresenta-se no Emirates para travar uma batalha frente a um Norwich que não marcou em 7 das últimas 11 deslocações na Premier League. O gigante arsenalista já contabiliza 19pts nos 3jg caseiros, 1g, 1cs e 4pb – média de 6.33pt/jg.

Segue-se outro duro londrino, o capitão do Chelsea, Terry (£6.3m). Totalista no team do Zé, com 24pts recolhidos em 3jg em Stamford Bridge, resultado de 2cs, 1a e 5pb. Apesar dos oito pontos conquistados pelo Cardiff, as coisas para o lado de Mackay não estão nada fáceis, e após o clássico voto de confiança, prevejo uma tarde depressiva para os lados dos galeses.

O tridente defensivo completa-se com o meu lateral esquerdo preferido, Baines (£7.7m), 43pt. O Everton conquistou 7cs nos últimos 8jg em Goodison Park, apresentando-se imbatível em 12jg, e o adversário, Hull City, não marcou em 2 dos 3jg fora realizados até há data. Leighton é o rei da bola parada, potenciando (sempre!) retornos em ambas as balizas.

 

Midfielders

O preço de Hazard (£9.0m) já baixou £0.5m, reflexo perfeito do seu pálido arranque na sua segunda época com a camisola do Chelsea. Curiosamente, foi precisamente no único jogo em que não foi titular, que acabou por ser decisivo. Abriu a sua contagem, facturando o seu primeiro golo, e ao mesmo tempo “ofereceu” ao Chelsea a sua primeira vitória forasteira. O belga terá agora, frente a um Cardiff City que só conseguiu por uma vez manter as suas redes a salvo, a oportunidade para confirmar a subida de rendimento. 

O mais recente internacional A pela Espanha, o artilheiro do Swansea, Michu (£9.0m), tem mais um jogo promissor no horizonte. O #9 é o jogador da EPL com maior contribuição no que concerne aos remates on target, 16 efectuados e 16 chances criadas, ou seja, 32 num total que exclui os remates bloqueados. O Sunderland, o oponente de sábado, sofreu golos em todos os 7jg realizados – 16. Mais, o Swansea City regista 99 golos na EPL. Michu vai querer figurar neste feito, não vai?

Yaya (£9.5m) repete a escolha anterior, pois continua imparável. São 50pts ao final de 7jg, mas o que mais impressiona é a regularidade, marcou ou assistiu em 5 dos 7 jogos! Mas o melhor está para vir. O adversário, West Ham United, é um dos seus preferidos visto que lhes meteu 3g em 4 partidas.

Encerramos o middle of the park com a nova darling dos ingleses, Townsend (£5.5m). A posta mágica da Gameweek 3 marcou na sua estreia pela selecção inglesa, efectuando ainda mais uma fantástica exibição a meio da semana diante da Polónia. O extremo do Tottenham é o jogador da EPL com mais dribles, 50, e com mais remates realizados (26) sem marcar qualquer golo. Mas esta deverá ser a melhor oportunidade para abrir a sua conta pessoal no campeonato, é que o Aston Villa sofreu golos em casa nos últimos 14jg  (série iniciada precisamente frente aos Spurs, 0-4). Com somente 1.8% de utilização, dá a cara pela definição de diferential.

 

Forwards

No Liverpool, Sturridge (£9.9m) voltou a vencer a competição interna contra o seu colega uruguaio, e em 2jg conta com mais 4pts. Sendo assim, mantemos a aposta no sobrinho do Dean. Especialmente quando o adversário é o Newcastle, um confronto que costuma correr bem aos de Liverpool – 10 vitórias em 14jg, com 38jg entre ambos sem um único nil-nil e com 122 golos marcados. Daniel marcou nas 3 deslocações, contabilizando 29pts – média 9.66pt/jg. Não esquecer o seu hat-trick em St. James’ Park no descalabro de Maio passado (0-6 @NEW).

A seu lado chamamos os serviços do tanque Lukaku (£8.0m), que já soma 29pts ao serviço do seu mais recente clube. Em 3jg marcou 4g, 1 a e 5pb, tudo em apenas 217 minutos. Na paragem do campeonato aproveitou para “colocar” a sua Bélgica no Mundial do Brasil, com mais 2g na Croácia. No entanto terá que fazer uso do seu magnifico momento de forma para bater um Hull City que já não sofre golos há 3h e 46min. Mas nem tudo é mau, em 3 deslocações o team de Steve Bruce sofreu sempre 2g. Promissor!

A última escolha aparece mais como uma substituição, o francês Giroud (£9.5m) substitui a dúvida que paira sobre a utilização do seu companheiro Özil. O menino bonito de Wenger só não marcou num jogo no Emirates, obtendo em média 6.33pt/jg. O Arsenal é o team com  mais jogos consecutivos a marcar, 12, e o ponta-de-lança será o mais provável a figurar na scoresheet caso a run se mantenha.

 

Bench

O lateral do Swansea Davies (£5.0m) já soma 35pts, sendo que nos últimos 5jg facturou 2g, e conquistou 2cs e 7pb. Se recuperar do problema no hamstring poderá manter a média de 7pt/jg.

Januzaj (£4.8m) é o novo boy de David Moyes. Podendo já gabar-se dos lançamentos de Rooney e Barkley, o mister do United prepara-se para soltar a rédea do albanês/belga/kosovar/sérvio/inglês, e os 2g marcados na sétima jornada fazem-nos sonhar! A observar com atenção...

Berbatov (£7.1m) poderá defrontar talvez a pior defesa da EPL, uma de duas que ainda não conseguiram manter as suas balizas invioláveis (Palace e Sunderland). É certo que ainda não marcou nesta edição, mas se não for agora talvez algo de mais grave se esteja a passar com o búlgaro. É que em 3 dos últimos 4jg frente ao Palace, houve sempre um jogador do Fulham a conseguir bisar. Dimitar? Vamos acreditar!

 

Posta Mágica

Esta semana decidi substituir a posta mágica por um segmento que provavelmente terá muito mais interesse nas hostes fantasistas. Investiguei o mercado dos Diferentials, aqueles com taxa de utilização inferior a 5%, e as soluções são mais que muitas para quem tenta desesperadamente recuperar o terreno perdido. A arriscar, arrisquem nos seguintes: