O Fantasista
29
Mar

2013

Gameweek 31

Por O Fantasista


Esta semana introduzimos mais uma novidade. Separação de águas no horizonte com dois posts semanais, um dedicado à análise e outro à antevisão (11 ideal). Sem demoras, mergulhemos então nas escolhas para a Gameweek 31.

Guarda-Redes
Na baliza não existem muitas dúvidas, o espanhol De Gea ($5.7M), com 5cs consecutivas é a escolha mais fácil da semana. O Sunderland está em queda, e com Fletcher out for season, não existe fire power.

Defesas
A defesa encontra-se repleta de sugestões que poderão marcar pontos em ambas as balizas – Clean Sheets, Golos e Assistências. Monreal ($5.6M) apresenta já 35 pontos em 5 jogos. O Reading parece ser o adversário ideal para dar seguimento ao seu arranque fantástico com a camisola do Arsenal/Espanha – assistência no único golo do França-Espanha. Zabaleta ($6.2M) enfrenta o Newcastle (repleto de lesões) que perdeu os seus últimos 3 jogos fora de casa. O argentino não saiu do banco no seu último compromisso com a Selecção (@ Bolivia) e estará fresquinho para continuar com a sua recente forma – 6cs, 1g e 1a nos últimos 9 jogos. Baines ($7.6M) é também ele fundamental nesta jornada, retornos pontuais em 7 dos últimos 9 jogos do Everton parecem indicar algo. O adversário, Stoke City, não vence fora há 7 jogos e conta somente com 2 golos marcados nesse periodo.

Médios
No meio do parque continuamos com mais um elemento do City, Silva ($9.2M). O espanhol marcou ou assistiu em 4 dos seus últimos 5 jogos caseiros, e parece ser a única opção ofensiva garantida no 11 de Roberto Mancini. Mais um espanhol nas minhas escolhas, Cazorla ($9.4M). Walcott e Wilshere encontram-se lesionados e Santi (23pts @ REA) será com certeza a melhor arma disponível, dos Gunners, para derrubar o novo Reading de Nigel Adkins. Um galês no País de Gales. Bale ($10.9M) e o Tottenham visitam o Swansea, e o médio estará motivado para marcar no seu regresso a casa. Oito pontos foi o mínimo que conseguiu nos últimos 6 jogos, e o Swansea tem somente uma CS nos últimos 8 jogos caseiros. Osman ($6.5M) solidifica a minha confiança nos comandados de Moyes. Sem os castigados Fellaini e Pienaar, o pequeno médio parece ser o homem do momento. Dois golos apontados nos últimos 3 jogos somados à forma miserável do Stoke, reforçam a confiança nos Toffees.

Avançados
Na linha da frente surgem 3 nomes bem conhecidos, um ex-Manchester United, um ex-Ajax Amesterdão e um ex-Bayern Munique. O búlgaro Berbatov ($7.1M) está em grande forma, 1 golo em cada uma das últimas 3 jornadas faz com que seja um dos indiscutíveis do 11 para esta semana. Suárez ($11.2M) defronta uma das piores defesas do campeonato, o Aston Villa que sofreu golos em todas as últimas 14 jornadas. O Liverpool, e Rodgers, quererão vingar a derrota por 1-3 em Anfield. Para tal terão que contar com o melhor marcador da EPL, que leva 12g e 5 a nas últimas 12 partidas.
Podolski ($8.1M) é a escolha mais arriscada da semana, no entanto a actual conjectura do Arsenal poderá provocar retornos explosivos para este avançado. O alemão perdeu a titularidade nas últimas 5 jornadas (52min no somatório). Lesões e os 2 jogos frente à sua ex-equipa na UCL explicam muita coisa. Agora encontra-se recuperado e poderá usufruir das lesões dos seus colegas para recuperar um lugar no 11 de Wenger. Dado importante: sempre que o Arsenal marcou 4 ou mais golos num jogo, Podolski molhou a sopa. Será o Reading o próximo?

Banco
No banco as escolhas são mais arrojadas, mas seguem as opções do 11. Mucha ($4.3M) substituiu Howard na baliza do Everton e conquistou o carinho e admiração dos seus fãs após magnifica exibição frente ao City. O defesa alemão do Fulham, Reither ($5.1M), é o jogador que mais me custa excluir do 11 titular. 2g, 1a e 5pb nas últimas 3 partidas significam uma forma brilhante para um defesa. QPR em casa é o clube que se segue, sem qualquer receio portanto. O médio Schneiderlin ($4.7M) está também ele em grande forma, 3 golos e 7 pontos de bónus nos últimos 6 jogos. Mauricio soltou a rédea e o francês tem deslumbrado recentemente. O Chelsea terá obrigatoriamente que rodar alguns jogadores, defronta o Manchester United na 2ªF para a FA Cup, e com Benitez facilidades parecem ser concedidas quando menos se espera. O belga Mirallas ($6.8M) recuperou a titularidade em 5 das últimas 6 jornadas. Como disse anteriormente, o Everton não dispõe de muitas opções ofensivas e o avançado parece ser um dos garantidos no 11. 1g, 1a e 3pb em 2 dos últimos 3 jogos caseiros são o seu cartão de visita.

11 da Semana
De Gea
Monreal; Zabaleta; Baines
Silva; Cazorla; Bale; Osman
Berbatov; Suárez; Podolski

Banco
Mucha; Reither; Schneiderlin; Mirallas

Posta Mágica
Gervinho ($6.8m), contabiliza 37min nos últimos 14 jogos. O costa-marfinense esteve lesionado e portanto fora das escolhas de Arsene Wenger. Voltou a jogar na vitória no País de Gales, saltando do banco para apontar o 2º golo da sua equipa. Com 4 golos em 790min esta época, o extremo poderá recuperar a titularidade em qualquer uma das alas Arsenalistas. Walcott e Wilshere estão fora, ficando cinco galos para quatro poleiros. Giroud e Cazorla parecem garantidos, restando Podolski, Gervinho e Chamberlain para as 2 alas. Excluindo Ramsey, poderá ser o centro-campista mais barato em campo... adicionando valor sobre eventuais retornos.