O Fantasista
15
Mar

2013

Gameweek 30

Por O Fantasista

 

Após uma estreia decente, com pontuação bem acima da média (57pts contra 27 pts), é com extrema confiança que apresento mais um set de postas Britânicas. Desta vez temos direito ao menu completo, 10 jogos com confrontos para todos os gostos.

 
Everton vs. Manchester City
Destinos opostos, nos 1/4s de final da FA Cup, para duas equipas que folgaram na última jornada. O Everton foi derrotado em Goodison Park, por 0-3, frente ao Wigan. O City venceu o Barnsley, em casa, por 5-0. Os comandados de Moyes ocupam agora o 7º lugar com 45 pts, com um jogo em atraso, tendo sido ultrapassados na classificação pelo seu maior rival. O Liverpool possui um melhor Goal Average (GA), +20 contra +9 do Everton. Os azuis da cidade vizinha de Manchester só perderam 1 dos seus últimos 6 jogos caseiros, a única derrota na liga em frente aos seus fãs.
Três homens surgem em destaque, Fellaini ($7.6M), Baines ($7.6M) e Pienaar ($6.7M). O Belga (143 pts), 11º no total, já facturou 11 golos (g) e 6 assists (a), e conta também com 26 pontos de bónus (pb). O seu jogo aéreo é sem dúvida a base de todo este acumulado. Existe no entanto um pequeno problema, está com 9 amarelos (3 na FA Cup/League Cup), e consequentemente a 1 de apanhar automaticamente 2 jogos de castigo (Regras à EPL). O pequeno Beatle é talvez o lateral mais ofensivo da EPL. É o 2º defesa mais pontuado, 125 pts, e já conta com 5g, 6a e 21pb. Apesar de só possuir 4 Clean Sheets (cs) em 28 partidas, é o marcador oficial de todas as set-pieces do seu clube (penalties, livres e cantos). O médio Sul-Africano, 5g e 7a, aparece como a mais válida opção a Fellaini. O seu flair pode ser a chave para uma possível vitoria frente a Mancini. Na frente, Jelavic ($7.8M), não marca há 11 jogos e até passou recentemente pelo banco. Mirallas ($6.8M), com 1g e 3pb na última partida, pode causar muitos problemas na faixa direita (Clichy assim o comprovará).
O City (2º), como diria o Pedro Henriques, "está no elástico". A 12 pontos de distância do poderoso United, surge a oportunidade, talvez a última, de mostrar que ainda são candidatos. Com 3 vitórias forasteiras nos últimos 6 desafios, a tarefa (e o adversário) não parece fácil. Com um Italiano ao leme, não é de estranhar que tudo comece pela consistência defensiva. Seis CS’s em 8 partidas parecem indicar algo. Hart ($6.8M) é o keeper mais pontuado do jogo, 114 pts. O lateral direito, Zabaleta ($6.2M), está em grande forma, em 8 jogos apontou 1g, 1a, 6 CS's e 3pb (média de 6.4 p/j). Nastasic ($5.4M) é a opcção mais barata para cobertura defensiva do City. No miolo, Silva ($9.2M) com 3g e 11a e Touré ($7.8M) com 5g, 3a e 20pb são opções válidas. Perceber quem lidera a linha ofensiva de Roberto Mancini torna-se tarefa quase impossível. Bem sei que a sua preferência é Agüero ($10.9M), mas este encontra-se, mais uma vez, lesionado. Entre Tévez ($8.6M) e Dzeko ($7.2M), escolho o Argentino que apresenta esta época 9g, 13a e 22pb no seu currículo. Marcou nos últimos 2 jogos e arrasou o Barnsley com um hat-trick e 2 assistências!
 
Aston Villa vs. Queens Park Rangers
Mais um confronto de sonho na parte inferior da 2ª metade da tabela. Os dois conjuntos venceram na jornada passada e apresentam-se bastante confiantes para o jogo em Villla Park. É um jogo de 6 pontos e como tal prevejo poucas preocupações defensivas e muitos golos.
O Villa (17º), que só venceu um dos seus últimos 6 jogos em casa, quererá afastar-se ainda mais da linha de água e neste caso afundar definitivamente o QPR (20º). Os visitados mais uma vez terão que contar com o faro de Benteke ($7.1M), 12g e 4a. Nos últimos 9 jogos marcou 7 dos 13 golos apontados pela sua equipa!
Os The Hoops apresentam Remy ($5.9M), 3 golos em 4 jogos como titular, e 2 golos nas mais recentes vitórias (@SOU e SUN). Em forma estão também Hoilett ($5.6M), titular nas 2 vitorias com 2 assistências, e o prodígio resgatado ao Tottenham, Townsend ($4.4M), com 1 golo e 2 assistências no jogo do passado fim de semana (3-1 v SUN). Na defesa temos o revigorado Bosingwa ($4.8M), titular nos últimos 3, e agora com a responsabilidade de marcar todas as bolas paradas do clube. Os homens de Harry surgem motivados após 2 vitórias consecutivas na EPL, um feito anteriormente conseguido somente no longínquo ano de 1995!
 
Southampton vs. Liverpool
O Southampton (16º), com um penalty defendido no último minuto do jogo, conquistou um precioso ponto na luta pela permanência (ainda bem que deixei o Boruc (13pts @NOR) no banco...). Pochettino apresenta 1 vitória em 7 jogos, e sem ganhar nos últimos 3, a situação parece preocupante. O Liverpool (6º) apresenta-se moralizado com 3 vitórias consecutivas, e sem derrotas nos últimos 3 confrontos fora de casa.
Na equipa da casa destaca-se Lambert ($7.2M), 12g, 7a e 22pb. Estranhamente não marcou qualquer golo nos últimos 7 jogos em casa.
Nos Reds os suspeitos do costume, Suarez ($11.1M), Gerrard ($9.6M) e Enrique ($6.0M). O Uruguaio está no auge da sua carreira Britânica, é o melhor marcador da EPL com 22 golos e facturou 5 nas últimas 3 partidas. O Inglês com 9g e 12a apresenta uma consistência fantástica: marcou ou assistiu em 12 dos últimos 16 jogos na EPL. Atrás, mas em recuperação, o Espanhol com 1g, 3a, 2 CS’s e 3pb nos últimos 5 jogos a titular.
 
Stoke vs. West Bromwich Albion
O Stoke (11º) oferece muito pouco neste momento. Inicialmente uma fonte inesgotável de CS’s (9 em 18 jornadas) aparece agora com 11 jogos consecutivos a sofrer golos. No plano ofensivo as coisas também não melhoram, 6 golos marcados nos últimos 9 jogos. O West Brom (8º ) aproximou-se dos lugares europeus (5º e eventualmente 6º classificados), e venceu 3 dos seus últimos 4 jogos.
Destaco Walters ($6.3M) pois apresenta-se como o melhor dos piores, no que à forma diz respeito. Titular indiscutível na equipa de Tony Pullis, possui excelente porte atlético e se jogar/jogasse nas costas de Crouch ($6.0M) poderá/poderia render muito mais do que 6g e 3a.
O Belga Lukaku ($6.5M), 13g e 3a, marcou ou assistiu em 7 dos últimos 9 jogos. Não há muito a dizer, basta que Steve Clarke o coloque em campo. O médio Morrison ($5.7M) e o defesa McAuley ($5.2M) são opções pois normalmente encontram-se envolvidos nos lances de golo da equipa forasteira.
 
Swansea vs. Arsenal
O clube Galês está isolado em 9º lugar, e dificilmente de lá sairá. A época está feita com a vitória na League Cup, e com a garantia de um lugar na UEFA Europa League (UEL). O Arsenal (5º) tenta continuar a fazer parte do Top-4 Inglês, depois de 16 presenças consecutivas nesse clube restrito. O Swansea venceu os 3 últimos jogos caseiros, enquanto que o clube Londrino perdeu 2 dos últimos 3 como visitante (@CHE e @TOT, os seus rivais).
Na equipa de Laudrup destaco Michu ($8.5M), 15g e 3a. No entanto só marcou 2 golos nos últimos 11 jogos. Mas 10 dos 15 foram obtidos em casa, e já marcou 3 ao Arsenal este ano (2 na EPL e 1 na League Cup). O Holandês De Guzman ($5.8M), bem mais barato, oferece bom valor com 5g e 6a (bem como a marcação de penalties).
Os de Wenger surpreenderam o Bayern vencendo por 0-2 em território Alemão. Apesar disso, mais uma vez ameaçam (3-0 em casa, após derrota por 4-0 em Milão nos 1/8s da edição 11-12), mas sem conseguirem o objetivo inicial - passar aos 1/4s de final da UCL. Cazorla ($9.3M) e Walcott ($9.0M) são os jogadores mais pontuados, 156 e 149 pts, respectivamente. O Espanhol foi titular em 27 jogos (23min na 25ª jornada vs. STO, 1-0), e já conta com 11g e 8a. Marcou 3 nos últimos 3 jogos. O inglês, com menos 730min de jogo em relação ao seu colega de meio campo, tem 11g e 12a. Produz portanto muito mais por minuto. E sendo ele mais barato, a escolha parece-me óbvia. Na defesa destaco o regresso de Gibbs ($5.3M), 5a e 6cs em 17 jogos a titular (1618min). Quando disponível, oferece uma profundidade oceânica ao ataque dos Gunners. O dono do lugar tem sido Monreal ($5.5M), o ex-Málaga (o Vitor Baía gritou golo no lance do Jackson aos 75min!!) que em 4 jogos leva 20 pts (5.0 p/j). Veremos se ele não será o novo lateral direito de Wenger.
 
Manchester United vs. Reading
Será difícil imaginar qualquer outro resultado que não uma vitória expressiva do United (1º). A equipa de Sir Alex Fergunson (SAF) está imbatível na EPL desde a 12ª jornada, marcando desde então 39 golos e sofrendo apenas 13. O Reading (19º) “celebra” o 4º sacking da época, pois Brian Mcdermott is no more. Quatro derrotas em 4 jogos, com 10 golos sofridos e só 3 marcados, traçam o prognóstico.
Na defesa do United está Evra ($7.3M), 133 pts, resultado de 2430 min (só falhou 90min na 4ª jornada vs Wigan, 4-0), 4g, 6a e 8cs. O guardião de Gea ($5.6M), assumiu definitivamente o comando da baliza de Ferdinand ($5.8M) e conta já com 4cs consecutivas. Na direita Rafael ($6.2M) também oferece muito bom valor embora, tal como Evans ($5.6M), não nos ofereça a garantia de 90 minutos em todas as semanas. O meio campo dos Red Devils tem sido uma fonte de (des)ilusões. Carrick ($5.8M) é o jogador mais pontuado com 73 pts, o que por si só já diz muito. Ao falar do melhor ataque (68 golos) da EPL, a dificuldade será escolher entre Van Persie ($13.7M) e Rooney ($11.9M). O Holandês é, ainda, o jogador mais pontuado do jogo com 192 pts. Com 19g, 12a e 34pb (!!!), muitos argumentarão que não existirá melhor no mundo fantasista da EPL. A sua consistência é tal que em 28 jornadas (2223min) só por 5 vezes não apresentou golos, assistências ou bónus. Mais recuado, quer no 11 quer na classificação, com 119 pts, Wayne, que nos últimos 4 jogos a titular apontou 4g, 2a e 8pb, parece quer mostrar aos mais cépticos que pode “competir” com o seu parceiro de ataque. Ora vejamos, em 1500min, menos 723min que RVP, Rooney apresenta 11g, 9a e 22pb. Concluindo, Robin e Wayne possuem exactamente a mesma media de pontos por 90 minutos (7.2 p/90). Mais, nos 15 jogos em que ambos foram titulares, Rooney regista 116 pts enquanto que Van Persie regista 107 pts. Como dizem os Ingleses: food for thought.
 
Sunderland vs. Norwich
Duas equipas que parecem estar fora da luta pela despromoção, mas que ultimamente tudo têm feito para se aproximarem da mesma. O Sunderland (15º) não venceu nos últimos 6 jogos, 3 deles em casa. O Norwich (14º) só venceu 1 dos últimos 6, e fora perdeu 4 dos últimos 5. Na metade inferior da tabela classificativa, estas duas equipas são das que marcam e sofrem menos golos (SUN-32/41 e NOR-27/45). Os meninos de Martin O’Neil facturaram 16 golos em 14 partidas caseiras, enquanto os Canários só marcaram 11 em 14 partidas como visitantes. Tudo aponta para um score curto.
Na baliza do Sunderland, Mignolet ($5.4M) é o 2º keeper mais pontuado. Com 109 pts, 9cs (6 em casa) e 115 defesas (38 pts), o potencial para ultrapassar Hart na classificação está bem presente. No miolo do campo Sessegnon ($7.1M) e Johnson ($6.7M), 112 e 110 pontos respectivamente, parecem ser as armas prediletas para flanquear um ataque a Chris Hughton. No ataque, Fletcher ($7.1M) com 1 golo na última partida, pode ser o homem capaz de ludibriar o guarda-redes contrário, Bunn ($4.3M).
O Norwich tentará conquistar mais um empate (lidera a EPL com 12), e para isso terá que contar com mais uma performance de luxo por parte da sua defesa. Volto a apoiar o central Bassong ($5.4M), que em 26 jogos apresenta 2g, 3a e 9cs (3 destas nos últimos 5 jogos), o que atesta bem o seu potencial para produzir pontos em ambas as áreas. No faixa lateral direita do meio campo o Escocês Snodgrass ($6.3M) continua a ser o jogador mais pontuado do Norwich, 112pts com 20pb. Facto: todos os seus golos (4, 3 de livre directo) foram obtidos fora de casa, e sempre com direito a bónus máximo (3pts).
 
Tottenham vs. Fulham
Villas-Boas colocou um ponto final na série de 4 meses sem derrotas na EPL, perdendo frente ao Liverpool de Rodgers. E voltou a perder ontem pela 1ª vez na UEL, frente ao Inter por 1-4, após prolongamento. Este esforço adicional pode pesar na recuperação para domingo, até porque dos habituais titulares, só Bale ($10.9M), Lennon ($7.2M), Assou-Ekotto ($6.0M) e Dawson ($4.6M) foram poupados. Convenhamos também que esta equipa produz muito mais com a presença dos dois extremos, se bem que Bale agora é o “10”. Os Spurs (3º) não perderam em casa nos últimos 6 jogos, e em 4 garantiram os 3 pontos. O Fulham (10º) apresenta-se no seu 7º derby londrino da época sem derrotas nos 3 últimos desafios (2 empates fora @NOR, 0-0 e @SUN, 2-2). Quanto a derbies, somente uma vitória, na 24ª jornada (WHM, 3-1). Nos restantes 5, 2 empates e 3 derrotas.
Bale é o homem do momento, 7g, 2a e 13pb nos últimos 6 jogos falam por si. Carrega nos seus ombros toda a responsabilidade de manter o Tottenham nos lugares de acesso à UCL 13/14. E o 3º lugar torna-se ainda mais importante visto permitir o acesso directo à fase de grupos (o 4º só possibilita jogar a 2ª pré eliminatória). O defesa Vertonghen ($6.3M) também começa a encantar, 3 golos nas últimas 3 partidas (INT e @LIV).
O clube liderado por Martin Johl apresenta um dos mais carismáticos jogadores da EPL, “Keep Calm” Berbatov ($6.9M). É o regresso do Búlgaro a White Hart Lane, e com 3g e 6pb nos últimos 4 jogos, pode ser ele a mais fiável aposta para figurar num possivel score positivo do Fulham.
 
Chelsea vs.West Ham
Mais um derby londrino em que muitos conhecidos terão oportunidade de defrontar a sua ex-equipa. Terry ($6.5M), Lampard ($8.5M), Ba ($7.8M) e os dois dos três Coles, Joe ($5.4M) e Carlton ($4.6M). O Chelsea (4º) pretende certamente vingar a derrota verificada na 15ª jornada (@WHM, 3-1). West Ham (12º), o pior ataque da EPL (9 golos, a par do Stoke) em jogos fora, desloca-se a Stamford Bridge trazendo na bagagem 5 derrotas das últimas 6 deslocações. 
O onze titular apresentado por Benitez na 2ª mão da UEL  parece indicar que Frank será titular no próximo domingo. O médio conta com 11 golos em 15 partidas a titular, e está fresquinho. O mesmo se aplica ao avançado Senegalês que encontra impedido (participou com a camisola do Newcastle) de jogar a competição europeia pelo seu actual clube. Na defesa é complicado saber quem fará parte do quarteto, Cole ($6.4M) e Ivanovic ($6.9M) parecem ser os únicos com lugar garantido.
Do outro lado, o médio e capitão Nolan ($6.1m) está lesionado, e como tal apostar em alguém do ataque torna-se bastante complicado. Na defesa temos O’Brien ($4.6M), com 2g, 3a, 8cs (4 fora de casa) e 10pb em 1833 minutos (20 jogos a titular). O guarda-redes Finlandês Jääskeläinen ($5.1M) é o mais pontuado na equipa de Big Sam, 105 pontos resultantes de 8cs e 109 defesas (36pts).
 
Wigan vs. Newcastle
O Wigan (18º) é, a par do Aston Villa, a única equipa da EPL que conquista mais pontos a jogar fora de casa. Em 14 jogos caseiros regista apenas 10 pontos, acumulando também o pior GA da liga a jogar em frente aos seus fãs (-14). Coleciona 4 derrotas nos últimos 6 jogos no DW Stadium, e a última vitória data da 13ª jornada (REA, 3-2). Desde então sofreu 18 golos, média de 3 por jogo!
Sem surpresas, os dois jogadores mais pontuados são o médio ofensivo Shaun “The Cop” Maloney ($4.9M), com 4g e 6a, e o avançado Koné ($6.5M), 8g e 5a. Se juntarmos estes números com os 7 jogos consecutivos a sofrer golos por parte do Newcastle, a conclusão fica clara: Wigan marca, mas perde!
Os franceses liderados por Pardew estão claramente em alta. Debuchy ($5.0M), Sissoko ($6.7M) e Gouffran ($7.0M) chegaram e em 8 partidas, o Newcastle “sacou” 4 vitórias e 1 empate. É o 4º classificado na Club Form Guide (últimos 6 jogos) com 12 pontos, só atrás de Arsenal, Tottenham e Manchester United. Revigorante. O médio Cabaye ($6.6M) e o avançado Cissé ($8.9M) são 2 dos 3 jogadores em forma neste clube. O Francês leva 4 golos nos últimos 7 jogos, e é agora o
cobrador oficial de penalties. Além disso conta com os livres frontais, laterais e também cantos para potencialmente fornecer mais assistências (somente uma em 1476 minutos). O Senegalês, que ontem colocou o nome Newcastle no sorteio matinal desta manhã da UEL, marcou 3 golos nos últimos 6 jogos e é o titular indiscutível desde a saída do amigo Ba para o Chelsea.
 
 
11 da semana
Mignolet
Enrique; Evra; Vertonghen
Bale; Lampard; Sissoko; Walcott
Rooney; Suarez; Remy
 
Banco
Foster; Bassong; Cisse
 
Posta Mágica
Bem sei que Rafa é o "Rei da Rotação", e como tal será sempre complicado antecipar as suas escolhas. No entanto Terry está recuperado da sua última lesão (choque com Suárez) e após alguns jogos no banco parece estar disponivel para regressar ao 11 inicial. O adversário é o seu clube de formação, adicionando assim um sabor especial à ocasião. Resta-nos esperar por muitos cantos e livres laterais!