O Fantasista
10
Jan

2014

Gameweek 21

Por O Fantasista

 

As saudades apertam mas a primeira jornada do novo ano já está no horizonte. Os resquícios do Christmas Programme são bem visíveis, com lesões, algumas delas em formato season ending, a surgirem nos mais diversos quadrantes, afectando muitos jogadores com elevadas taxas de utilização. A oportunidade de utilizar o Wild Card de Janeiro é uma saída, mas, para quem deseja agarrá-lo no final do mês, levar um hit e (re)compor o plantel parece ser uma alternativa viável, especialmente se os que estão no banco não estiverem à altura do momento. 

As picks desta semana reflectem algumas lesões em elementos atacantes de peso, originando, também em função das fixtures, uma mudança na forma de atacar os pontos em disputa. Resultado: desloquei uma parte do budget para o middle of the park e defesa. 

 

Goalkeeper

Colocando em prática os ensinamentos natalícios, Marshall (£4.7m) recebe a primeira chamada de 2014. Defronta um West Ham em dire straits, 5 derrotas nos últimos 7 jogos, e 5 blanks em 10 deslocações. Caso falhe na clean sheet podemos sempre contar com os save points, pois lidera esta categoria com 81 saves (4s/jg).

 

Defenders

Aqui não existem grandes surpresas, Coleman (£6.7m), líder no seu sector com 112pts, é a escolha mais óbvia pois o trio de colegas que normalmente o acompanha na linha defensiva do Everton está em dúvida. O seu potencial ofensivo é inegável, 4 golos nos últimos 8, e o matchup, em termos de clean sheet, não poderia ser melhor: Norwich City, equipa que possui uma média miserável de 0.5g/jg fora de Carrow Road.

Com 8cs em 11jgs, Mertesacker (£6.5m) lidera a tabela dos defesas in-form! Se lhe juntarmos 1g, 1a e 11bps, nesse mesmo período, temos o conjunto perfeito. Na versão inglesa do MNF, o Arsenal viaja até ao Villa Park, local onde a equipa de Paul Lambert não regista qualquer golo em 5 dos últimos 7 jogos.

O defesa lateral direito do Chelsea, Azpilicueta (£5.3m), recuperou, frente ao Liverpool, o seu flanco de raíz, e a equipa de José Mourinho parece ter encontrado, finalmente, algum equilíbrio (3cs em 4 jgs). O espanhol ganha vantagem pois é a opção mais em conta das disponíveis, e deverá manter o lugar até meados de Fevereiro (o heroí de Amsterdam está lesionado).

 

Midfielders

Escolher entre Özil ou Cazorla, Hazard ou Oscar, e David Silva  ou Yaya Touré é provavelmente a questão do momento. Todos possuem elevadas doses de criatividade, extrema qualidade no passe e remate, e responsabilidades nas set-pieces. A forma, o preço, e a taxa de utilização parecem ser os factores diferenciadores. Resumidamente: quem quer caçar deve escolher Cazorla (2.6%), Silva (5.5%) ou Oscar (12%).

Eu assumo um terço do risco e aposto em Silva (£9.3m) para esta Gameweek 21. O pequeno génio das Canárias conquistou os seus dois sets de pontuações com duplo dígitos precisamente a jogar fora do Etihad! Jogar em St. James' Park não será nada fácil, mas caso o City consiga marcar (só não o fez por uma vez nesta edição da EPL) o mais certo é Silva estar associado.

O alemão mais turco do Arsenal “arranjou” o seu próprio winter-break com uma lesão no ombro, falhando assim as últimas duas jornadas na Premier. Uma aparição no banco e consequentes 15min em campo frente ao rival Tottenham na FA Cup, asseguram-nos que Özil (£10.0m) estará totalmente recuperado e disponível para defrontar o Aston Villa. Em 16 jg, 4g, 8a, 15bps e uma média de 5.9pts/jg são o seu cartão de visita.

Depois de Walcott (out for season) não existe médio mais em forma, e com 6.8pts/jg nos últimos 6 jg, Hazard (£10.4m) é um dos indiscutíveis de Mourinho e das picks semanais. O belga está mesmo hot, contabilizando uns fantásticos 5 sets de duplo dígitos nos últimos 10jgs. Veremos como se comporta frente ao famoso sistema defensivo de Steve Bruce, o 3-4-1-2 do Hull City.

O centro-campista Lallana (£7.3m) é a flair pick do ano. É o 5º médio mais pontuado com 92pts, marcando presença em todos os jogos até à data, e é também o 7º em value (pontos/custo actual). O artista do Southampton tentará dar continuidade ao excelente momento de forma que atravessa – 1g e 3a nos últimos 4jgs – e este sábado recebe o West Brom, agora treinado por Pepe Mel, equipa que sofreu golos nas últimas 6 deslocações.

 

Forwards

Recrutar dois avançados consagrados na EPL nunca poderá ser má ideia, ainda para mais quando estes se encontram em forma e em saldo.

Berbatov (£7.0m) recuperou a veia goleador com a chegada ao comando técnico do Fulham de um velho conhecido, René Meulensteen –  adjunto no United do Sir, aquele que vencia – e em 4jgs com o gaffer holandês, Berbatov marcou 3g, apontou 1a e conquistou 5bps, acumulando 25pts. Agora segue-se a recepção ao Sunderland num jogo crucial entre candidatos ao Championship, e o búlgaro fará tudo para continuar a série de 3 consecutivos a marcar.

Outro flamboyant da Premier que beneficiou da alteração de treinador é Adebayor (£7.7m), com uns fabulosos 31pts em 4jgs. O Palace de Pullis desloca-se ao White Hart Lane em mais um derby londrino, e apesar de ter aumentado a resiliência defensiva a tarefa não se avizinha nada fácil. O Tottenham de Sherwood marca 2.25g/jg!

Fechamos o onze titular com a estrela da companhia e maior candidato a Capitão para esta semana, Suárez (£13.3m). Tem uma estonteante média de 11pts/jg desde que regressou após o famoso caso da dentada no herói sérvio de Amesterdão.

 

Bench 

Lesionado há um mês, Clyne (£4.5m) recuperou e saltou do banco nas últimas 2 jornadas. Na Taça recuperou a titularidade e apontou 1 golo, anunciando desde logo a sua total disponibilidade para o próximo sábado.

As ausências de Van Persie e Rooney catapultaram este grande talento para o 11 do United. Januzaj (£5.1m) parece ser o único capaz de trazer algum brilho ao futebol do team de David Moyes. Nos últimos 6jgs, titular em 5 com 1g e 2a.

O novo ano trouxe-nos um novo Bony (£7.3m): 2 jogos frente aos Manchesters, 3 golos! Segue-se nova dose em Old Trafford, e provavelmente mais festejos do #10 do Swansea.