O Fantasista
20
Ago

2015

FPL Gameweek 3

Por O Fantasista

 

Não podia piorar?!?

Vinte e três pontos apenas, e menos uma gameweek para ser disputada, comprovaram que sim. Só existia uma saída: activar o primeiro Wildcard da época.

Duas razões fundamentais a juntar ao fraco pecúlio agregado até à data: atletas completamente fora de forma e team value. Os price drops estão à vista de todos, bastando olhar para o Top-5 de transfers out para encontrar 4 dos “meus” nos primeiros lugares. A qualidade deste lote é inquestionável, mas Rooney, Hazard, Kane, Ivanović (e já agora Walcott) representam quase 50% do budget do meu plantel! Algo tinha que ser feito...

Esta semana deveremos assistir a uma batalha particularmente interessante: Wildcarders vs Resto do Mundo. Será este o melhor momento para o fazer? Para mim foi!

Para os que me acompanham nesta renovação de recursos futebolísticos, aqui fica mais uma vez um quarteto de jogadores (um por posição, mais ou menos) a considerar vivamente durante todo este processo.

 

Hart (£5.6m) 

A melhor aposta para coverage defensiva do vice-campeão inglês, principalmente no que diz respeito aos seus titulares indiscutíveis. Com a chegada de Otamendi e com o international break (mais a Champions League) já no horizonte, o back four deverá ser objecto de intensa rotação.

Joe fez o pleno com 2 clean sheets (5 saves), mostrando ainda imensa segurança em todas as suas acções. Os zero golos sofridos acompanham as stats. O City é uma das equipas que menos GAiB concedeu (9) e uma de apenas quatro com nenhuma BC contra si. Com 15.7% é uma óptima opção para os fãs do fire and forget para os keepers.

 

Kompany (£6.2m) vs. Kolarov (£5.6m) 

És um dullard ou um maverick?

De um lado o Capitão que parece apostado em colocar a péssima época de 14/15 na gaveta. Muito mais seguro e com uma goal threat renovada e afinada (2 SOT, 2 GAiB, 2 golos) o belga ameaça escalar rapidamente o seu preço. Pelo menos 25% dos managers da FPL já estão on board.
 
Do outro temos um canhoto desmiolado, algo sempre muito apetecível nestas andanças da FPL. A titularidade não está garantida, aliás está bem longe disso como comprova a presença de Clichy (já recuperado de lesão) no bench no último domingo. Algo azarado, Kolarov, já contabiliza 7 CC (mais do dobro de qualquer defesa no jogo) e 3 GA (só atrás das 4 de Ivanović).

A balancear a falta de retornos ofensivos, surgem as 2 CS e mais importante do que tudo isto 4 BP em dois jogos de 3-0. Conseguiu cativar 7.2% do universo FPL, e por enquanto, e tendo em conta a diferença de £0.6m no budget, parece ser uma óptima aposta. É quase como jogar com a chip do all-out-attack (2-5-3) todas as semanas.

 

Touré (£8.6m) vs. Silva (£10.0m)

Outra disputa verdadeiramente interessante, e esta promete fazer estragos caso o tiro saia pela culatra.

Yaya é mais barato e apresenta maior threat (6 GA, 2 GAiB, 1 golo) e Silva é mais caro demonstrando maior apetência para a assistência (7 CC, 3 assists). As percentagens de utilização são quase idênticas (18.2 vs 14.1%), ligeiramente a pender a favor do costa-marfinense.

Depois de 6 golos contra duas das melhores defesas da época passada (WBA e Chelsea), poderá ser um erro daqueles não escalar um destes para acompanhar o homem que se segue.

 

Agüero (£13.1m)

Se ao Zé bastaram 10 segundos para antever uma tarde difícil, a mim bastou-me ver os primeiros 30 minutos de jogo para activar o Wildcard! Sim, naturalmente o ex-genro de Maradona está de volta aos meus textos.

Não há muito a dizer. Entre os forwards, a par de Pellè, e com menos 60 minutos jogados, é já o líder em GA (9), segundo em GAiB (8) e em SOT (5). Verdadeiramente incrivel!

A questão que se coloca é: quem o acompanha no trio da frente?

 

Sim, eu sei que são todos do Manchester City. Mas os Pellegrinis estão on fire e o melhor é aproveitar a onda e load up on their assets, especialmente com a run de fixtures que se avizinha (eve, WAT, cpl, WHU, tot, NEW, BOU).

Ah, as saudades que eu tinha de um bom Cartão Selvagem!