O Fantasista
07
Mar

2013

Fantasy Rulez

Por O Fantasista

 

Fantasistas, agora já têm quem culpar.

 
Apresento-me como sendo "O Fantasista", especialista em Ligas de Fantasia, nomeadamente em postas Britânicas. Gameweek 29 aproxima-se, e doravante apresentarei aqui, todas as 6ªF, o melhor 11 para a jornada respectiva.
Eventualmente, se a minha Mulher deixar, existirá também uma breve reflexão em relação à prestação/pontuação anterior, bem como uma antevisão do que está no horizonte. Prometo novidades no futuro, relatórios “AVBescos” com análises profundas sobre o desempenho de alguns dos protagonistas, previsões, especulações e até wild punts - a posta mágica da semana.
 
Aproxima-se mais um diferenciado fim de semana de kick and rush, com particular destaque para a dog fight registada na 2ª metade da tabela. Nesta minha estreia, a acção nos 4º’s de final da FA Cup faz com que só tenhamos direito a 6 dos 10 jogos inicialmente previstos. A luta pela permanência encontra-se ao rubro. Quatro pontos apenas separam o último (QPR) e o 17º (Aston Villa). Mas há mais, entre o 17º e o 10º existem somente 7 pontos, podendo qualquer um destes clubes ser arrastado para este autêntico Royal Rumble. Forma recente (últimos 6 jogos) e historial serão os pilares da minha previsão. Farei 2/3 escolhas por equipa, dependendo do potencial oferecido pelo match-up.
 
 
Queens Park Rangers vs. Sunderland
Começando por baixo, os homens de Harry Redknapp alcançaram a 1ª vitória nos últimos 6 jogos (1-2 @ Southampton) com golos de Remy e Bothroyd. O Sunderland empatou (2-2 vs Fulham), Gardner (pen) e Sessegnon recuperaram uma desvantagem de 2 golos. Sem qualquer vitória caseira nos últimos 6 jogos, o QPR apresenta-se perante uma autêntica final. A somar a isto, Reading (19º) e Aston Villa (18º) jogam entre si, sendo este o jogo do make or brake.
Sunderland não vence há 5 jogos e sofreu sempre 2 golos ou mais nas últimas 3 deslocações. Sendo assim, Remy ($5.7M) com 2 golos em 3 partidas a titular, estará recuperado dos problemas físicos que assolaram a sua chegada a Londres, e será um dos nomes a apoiar. Samba ($4.9M) é o outro, com a possibilidade de Clean Sheet (CS), 3 nos últimos 4 jogos caseiros, muito presente. Muito forte no jogo aéreo, pode causar confusão na área contrária (set-pieces). Taarabt não está incluído, o que é estranho devido ao seu valor. Mas a julgar pelas declarações de Harry "Houdini" Redknapp no final do jogo em Southampton - “The only way to win football matches it’s to everyone work hard...” - este não calçará tão cedo.
Nos visitantes, e mesmo sabendo que o QPR costuma não ceder em casa, escolho o Sessegnon ($6.9M). O Sunderland, nos 3 últimos jogos fora marcou sempre, e o homem do Benin vem de 2 jogos consecutivos a marcar. A entrada de Graham (ex-Swansea) no 11 foi providencial. Este ocupa agora um dos 2 lugares disponíveis na frente (4-4-2), provocando a passagem de Sessegnon para o flanco direito, posição onde conseguiu, no ano passado, marcar 7 golos e realizar 12 assistências (este ano a “10”, 3 golos e 4 assists). Reconfortante.
 
Reading vs. Aston Villa
Confronto vital entre duas das formações mais permeáveis da Premier League, 54 e 53 golos sofridos respectivamente. O Wigan, 17º classificado e primeiro clube acima da linha de água, não joga este fim de semana, oferecendo assim a qualquer um destes clubes a a possibilidade de passar uma semana a respirar melhor. Perspectivando um jogo com golos opto por escolher 2 avançados e 1 defesa que pode usufruir da marcação de livres e cantos.
No Readind, Pogrebnyak está castigado por mais 2 jogos, sendo Adam Le Fondre ($5.0M) a ameaça disponível. Oito dos seus 10 golos foram marcados em casa, e se o Reading sonha com a vitória, ALF, como é conhecido na área, estará mais do que provavelmente associado aos lances de golo. Harte ($4.0M), um defesa que marca todas as bolas paradas do seu clube, regista 3 assistências nos últimos 4 jogos. Um destes 2 será ainda o marcador de eventuais penalties a favor da equipa da casa. O médio Robson-Kanu ($4.2M) é uma alternativa mais barata em relação a ALF, funciona mais como um super-sub, com 4 golos e 2 assists (em 718min), mas poderá surgir a titular devido a lesão de Kebe.
Nos visitantes, impossível não associar os míseros 26 golos marcados (média inferior a 1 golo/jogo - Sporting Style) aos 11 de Benteke ($7.0M). Excelente no jogo aéreo e com penalties do seu lado, o Belga pode destruir sozinho a defensiva da casa. A outra opcção recai em N’Zogbia ($5.8M), depois de 21 jornadas fora do 11, o Francês recuperou a forma e na posição “10” do 4-2-3-1 regista 1 golo e 5 assists nos 6 jogos anteriores. A sua habilidade técnica no meio do parque será fundamental para municiar o tridente atacante do Villa, formado por Agbonlahor ($6.8M) e Weimann ($5.0M) além de Benteke. Também é agora o dono da marcação de livres frontais e cantos do lado esquerdo.
 
Norwich vs. Southampton
Duas equipas que não se encontram no melhor momento, 6 e 5 pontos conquistados nos últimos 18 possíveis. No entanto o Norwich não perdeu nos últimos 4 jogos caseiros, e para ajudar o caso, o Southampton não venceu fora, precisamente, nos últimos 4 jogos.
Na defesa dos Canários surge Bassong ($5.4M) como sendo o homem mais em forma. Perigoso nos lances de bola parada ofensivos, já conta com 3 golos e 2 assists. A juntar temos sempre a hipótese de uma CS (8 em 23 jogos), sendo que 6 foram obtidas em frente aos seus fãs. Snodgrass (6.2m) é um médio Inglês à antiga, estilo David Beckham, mas canhoto. No caso é Escocês, mas vocês percebem o que quero dizer. Joga no flanco direito (5 golos e 4 assists), apresenta excelente qualidade nos cruzamentos (batedor oficial de cantos) e é talvez o jogador mais perigoso da EPL no que diz respeito a livres directos (3 golos). Estes são os 2 jogadores mais pontuados do Norwich, 98 e 109 pontos. O Southampton sofreu 10 golos nos últimos 4 jogos fora, é somar 2 mais 2.
É na equipa forasteira que joga o jogador que oferece melhor valor em todo o universo fantasista da EPL. Lambert ($7.2M) é o terceiro avançado mais pontuado do jogo, e o décimo no total. Apontou 12 golos (8 fora de casa) e 7 assists. Marcou em 5 dos últimos 6 jogos fora, e nada mais há a dizer. A forma está do seu lado, e não falha penalties - vai em 27 conversões consecutivas! Se não tens espaço para ele, podes sempre confiar no médio Puncheon ($5.1M). Apontou 4 golos e 6 assists, e é dono da faixa direita. Joga muito bem com o pé esquerdo, apesar de ser destro. Fortíssimo nas diagonais e muito inteligente a procurar a tabela com os companheiros (o vulgo dá-e-vai). Além disso é dono deste belo momento há pouco tempo atrás.
 
Newcastle vs. Stoke
O agora conhecido por Nouveau Château, tantos foram os Franceses que atravessaram o Canal da Mancha em direcção ao Norte de Inglaterra, tem agora a oportunidade de apanhar o Stoke City na classificação.
As contratações de Pardew já fizeram efeito, 9 pontos nos últimos 6 jogos. Duas recentes vitórias caseiras apoiam a minha teoria, e o médio Sissoko ($6.6M) parece ser a cara da revolução. Colocado na posição “10”, tem destruído as defesas em St. James Park. Três golos em 2 jogos, a juntar às 4 derrotas consecutivas do Stoke como visitante, até o tornam candidato a Capitão para esta jornada. A defesa do Newcastle pode também ela estar destinada a recolher pontos. Destaco outro Frances, Debuchy ($5.0M), chegou para ser titular e em 7 jogos “agarrou” todos os minutos. Apresenta somente 1 assist e 1 CS, mas tendo em conta o que demonstrou no Euro 2012, com várias arrancadas pelo flanco direito, esta pode ser a sua jornada. Além do mais não pode jogar na Liga Europa (ex-Lille, UCL) o que o torna mesmo indiscutível no 11.
O Stoke está tão mal, que nem me atrevo a escolher alguém para esta jornada.
 
West Bromwich Albion vs. Swansea
Duas equipas que se encontram de mão dada na tabela classificativa, 9º e 8º,respectivamente. Quarenta pontos para ambas, significam 7 pontos de vantagem sobre o grupo dos 10º’s (Fulham, West Ham e Stoke). À sua frente Liverpool (42), Everton (45) e Arsenal (47) parecem alcançáveis, dependendo portanto a luta pelo lugar na Liga Europa deste confronto. Os galeses já o garantiram (League Cup), passando a “pressão” deste desafio para o clube das Midlands.
Estes contam com Lukaku ($6.5M), 12 golos e 3 assists. No entanto, dos 12, só 5 foram obtidos em casa, e curiosamente o Swansea tem a 2ªmelhor defesa a jogar fora – talvez porque passam a maioria do tempo de jogo em posse. Long ($5.8M), 6 golos e 5 assists, é o outro avançado, e o mais utilizado por Steve Clarke com 1576 minutos contra os 1281 do tanque Belga (não Silva). Aparentemente o Irlandês está a lesionado no tornozelo, e consequentemente em dúvida. Como alternativa temos o médio Morrison ($5.7M), que conta com 3 golos e 7 assists. O ex-adjunto do Zé já admitiu que será sempre ele e mais 10. É o esteio da equipa, e pode jogar em qualquer uma das 5 posições do miolo do 4-4-1-1 apresentado pelo WBA. Preferencialmente joga a “10”, possui grande visão de jogo e um duvidoso mas potente remate. Na defesa McAuley ($5.2M) e o guarda-redes Foster ($5.0M) podem ser úteis. Além da possibilidade de CS’s, o primeiro é muito perigoso no jogo aéreo ofensivo, e o 2º efectua um bom número de defesas por minuto (74 defs/1890min) só suplantado por Mignolet (SUN).
No Swansea impossível não falar em Michu ($8.4M), 15 golos e 3 assists. Fora de casa, só possui 5 golos e o último foi obtido nos Emirates... há 13 jornadas! No entanto o Espanhol, que neste jogo conta como médio, joga na posição 9 do 4-3-3 apresentado por Michael Laudrup, aproveitando para pontuar mais do devia. Se não o tens, dificilmente encontrarás motivos para o adquirires. É o jogador que mais se valorizou ($6.5M no início) tornando-se agora muito difícil justificar o seu valor. Como alternativas temos os 2 médios De Guzman ($5.7M) e Routledge ($5.4M). O Holandês apresenta 5 golos e 5 assists, o Inglês 5 golos e 6 assists. O problema surge na incerteza na titularidade de ambos. Hernandez ($5.9M) e Dyer ($5.1M) são também eles muito utilizados pelo Dinamarquês tornando o quarteto atacante Galês difícil de prever. São 4 para 3 lugares, pois Michu está garantido. Na defesa surge o par de laterais Davies ($4.6M) e Rangel ($4.7M). Como já o disse, estamos a falar da 2ª melhor defesa da liga nos jogos fora. Presença constante nos ataques em posse, e possibilidade de CS’s.
 
Liverpool vs. Tottenham
Os vermelhos venceram 4 dos seus últimos 6 jogos caseiros. Os de AVB 4 nos últimos 6 jogos como forasteiros, e não perdem fora há 6 jogos. Prevejo golos! E estes podem surgir de qualquer lado.
Suarez ($10.9M) e Bale ($10.6M) são 2º e 3º no que a pontos diz respeito. O Uruguaio com 21 golos e 7 assists (9 golos em casa). O Galês com 16 golos e 4 assists (11 golos fora). Bale, agora no miolo, abandonou a faixa esquerda e nos últimos 5 jogos marcou por 7 vezes. Como alternativas surgem Stevie G ($9.5M) com 8 golos e 12 assists (6 golos em casa), Sturridge ($7.5M) marcou ou assistiu em todos os 5 jogos feitos pelo Liverpool, Lennon ($7.2M) com 4 golos e 7 assists e Defoe ($7.9M) com 10 golos e 5 assists.
Na defesa diferenciar os laterais Johnson ($6.4M) e Enrique ($5.9M) torna-se complicado. O segundo é mais barato, oferecendo melhor valor, e já conta com 2 golos em Anfield. Os dois já conquistaram 5 assists, e neste jogo terão que continuar fortes no plano ofensivo, pois não se esperam facilidades frente aos meninos norte Londrinos.
 
 
11 da Semana
Foster
Debuchy; Bassong; Enrique
Sissoko; Bale; Snodgrass; Michu
Suarez; Lambert; Benteke
 
Banco
Harte; Sessegnon; Remy
 
Posta Mágica
Na jornada 27 saltou do banco aos 55min para empatar o jogo frente ao West Ham. Na sequência desse golo Sigurdsson ($7.8M) mereceu a titularidade no derby de Norte de Londres, realizando a assistência para o 1º golo do jogo – passe a rasgar por completo a defensiva do Arsenal. Hoje, repetindo a titularidade frente ao Inter, assistiu o 1º e apontou o 2º golo da sua equipa. Em forma prevejo uma pequena desfeita frente ao seu antigo treinador, Brendan Rodgers.