Área Técnica
11
Jun

2013

À primeira vista - Jebor e Milanov

Por Alberto Carvalho

 
William Jebor (1,83m / 76kg), é um striker de 21 anos (10/11/1991), originário da Libéria. Chegou em Janeiro ao El-Gaish da Liga Egípcia, proveniente do Tersana FC da segunda divisão do mesmo país, e lidera a lista dos melhores marcadores com 9 golos em 13 jogos.
 
O seu jogo desenvolve-se com base no que a natureza lhe ofereceu. Explosivo no arranque e na impulsão. Igualmente poderoso em distâncias maiores, aguentando bem o contacto. Revela sentido de baliza e facilidade de remate, principalmente em corrida.
 
As suas acções são quase que instintivas. As suas movimentações em direcção à baliza são predominantemente verticais, sendo raras as desmarcações diagonais para fugir à linha defensiva. Em situações de apoio frontal são notórias as dificuldades ao nível da recepção bem como no passe e no seguimento que dá às jogadas. Em velocidade e com espaço supera bem os adversários. O mesmo não se verifica em situações de marcação mais apertada, revelando lacunas no timing para libertar a bola e na relação com os colegas.
 
O seu jogo instintivo manifesta obviamente fragilidades, lacunas, face à ausência de formação para além daquela que foi adquirida no próprio jogo. No entanto, é dessa característica que emergem as suas principais armas: potência, sentido de baliza, espontaneidade no remate. E quanto mais se aproxima da área, melhor se expressam as suas qualidades.
 
 
Georgi Milanov (1,84m/64kg), é um segundo avançado ou atacante lateral búlgaro de 21 anos (19/02/1992). Bem constituído para a posição, joga no Litex Lovech da Bulgária, onde contribuiu este ano com 16 golos em 27 jogos para o campeonato.
 
O seu futebol expressa-se a partir da zona de criação, atrás do #9. Partindo dessa zona, através de desmarcações de rotura, entra bem nos espaços vazios, verificando-se o mesmo através de combinações directas. Tecnicamente evoluído, cola a bola ao seu pé esquerdo e progride em condução, saindo igualmente bem do drible para finalizar em potência ou colocação, fazendo quase sempre apelo ao seu pé esquerdo.
 
Na selecção, onde ainda não é indiscutível, actua quase sempre pelo flanco, onde procura mais as diagonais interiores do que a linha de fundo.
 
 
 
Alberto Carvalho é um Treinador de Futebol que colabora regularmente com o 11para11. Escreve desde 2007 no "Bola Mesmo Redonda" e debruça-se sobre todas as vertentes do Beautiful Game.