A Selecção
14
Jun

2014

WC2014 - Grupo D

Por 11para11

 

Três selecções históricas disputam dois lugares na fase seguinte. A Costa Rica vai servir de jogo-treino para manter a forma e ajudar a decidir desempates.

 

1. Quem segue em frente no Grupo D?

Fantasista (O Fantasista) - Itália e Uruguai. Os italianos são os italianos. E o Uruguai joga em "casa".

José Miranda (A Selecção) - Itália e Uruguai. A meio de um processo de reconstrução, não só dos seleccionáveis mas também do estilo de jogo, esta Inglaterra deverá ser demasiado tenrinha nalgumas posições para passar um grupo com dois adversários deste calibre.

Paulo Pereira (No Caldeirão, Domingo às 4) - Itália e Uruguai. Terá de ser uma decisão à justa num dos três grupos da morte mas, sejamos realistas, quando o tema é o Mundial fica difícil apostar na Inglaterra.

Tomé Moreira (Confiança Azul) - 2 lugares para 3 equipas. Costa Rica é claramente o elo mais fraco, entre as restantes muito equilíbrio, mas acredito que os europeus levarão a melhor.

Tubarão (O Tubarão) - Itália e Inglaterra. Depois de um Mundial desastroso e de um grande Europeu o que esperar da Itália? Os últimos resultados foram pouco animadores e a tendência de começarem menos bem pode ser fatal mas sinto que este é o grupo ideal para o estilo italiano. Quanto à Three Lions tem uma frente de ataque muito perigosa. Se vencer a Costa Rica – ter que pegar no jogo pode ser um problema – acho que os ingleses seguem em frente.

 

2. Qual será a maior surpresa?

F - A Inglaterra não marcar qualquer golo.

JM - A forma de Luis Suárez. Há muito fora da competição, prevejo que o irrascível uruguaio apareça louco por fazer estragos.

PP - O grupo vir a ser descomplexado. À partida, é de esperar três equipas com a arma debaixo da almofada, com jogos cínicos e decididos nos pormenores.

TM - O berço do futebol anda há muito arredado das grandes decisões. Mais uma vez dão pouco pelos ingleses, mas esta é a última oportunidade para uma geração de talentosos jogadores. A equipa está mais coesa e mais consciente do seu valor. trunfos que poderão fazer a diferença.

T - Não morrer nenhum adepto inglês nas imediações de qualquer um dos estádios.

 

3. E qual será a desilusão?

F - O Balotelli não marcar à Inglaterra.

JM - A Inglaterra. Chegam sem grande alarido ao Brasil e devem ficar pela fase de grupos. A desilusão será não termos possibilidade de vermos a habitual choradeira inglesa numa eventual eliminação por penalties.

PP - Os Três Leões. Há um potencial grande na nova geração, como se provou no Euro-2012 e nos últimos dois anos, e até sou um apreciador do trabalho patriarcal de Roy Hodgson, mas levar com dois adversários tão indigestos nesta fase é cruel. 

TM - Recheada de grandes valores está a equipa sul americana que tem vindo a subir qualitativamente no último ano. Mas, provavelmente por mérito de Inglaterra e Itália, penso que poderão ficar pelo caminho e assumir-se como a desilusão do grupo.

T - O grupo com mais “nomes” vai ter dos piores jogos. Condições climatéricas e receio em perder serão as causas.

 

4. Este Grupo merece a minha atenção porque...

F - Está cheio de estrelas e ex-estrelas da Fantasy da EPL.

JM - É sempre giro ver a alteração filosófica da Itália, a tentar livrar-se do espectro do Catenaccio. Vê-se logo que o futebol espectáculo é uma cena que não os assiste.

PP - Com três campeões do Mundo ao barulho, o mata-mata começa no primeiro dia.

TM - Teoricamente, tanto Inglaterra como Itália não estão entre as principais candidatas. Os italianos mudaram o seu tradicional estilo de jogo e assumem-se com um meio-campo muito forte e bem mais atacantes. A Inglaterra deverá estar pela primeira vez na história subvalorizada. O grupo é muito forte, apesar de não parecer.

T - Para além de conter três campeões do Mundo, acompanhar as mudanças de humor dos adeptos e imprensa inglesa é um ritual desta competição. Este ano as expectativas arrancam muito por baixo.

 

5. Quem é o jogador a não perder no Grupo D?

- Seria Raheem Sterling mas a sua suspensão desviou-me para Leighton Baines. O melhor defesa dos últimos 5 anos da Fantasy da EPL vai levar o seu cabelo à Beatle até à América do Sul. Vamos ver como o "escorrido" se dá com a humidade.

JM - Andrea Pirlo. É impossível perder qualquer minuto que este maestro passa em campo.

PP - Ciro Immobbile. Melhor marcador da Serie A, já assinou pelo Borussia e pode bem vir a ofuscar o enfant terrible. E, escusado será dizer, cada minuto do último poema de Pirlo.

TM - Ou por inexperiência ou por lesões, Rooney nunca teve um mundial em que pudesse potencializar todo o seu talento. Até agora!

T - Luis Suaréz. Época fenomenal no Liverpool, problemas físicos na véspera da competição. Entre os grandes nomes da prova poderá ser daqueles que mais vai “passar ao lado”.