A Selecção
10
Fev

2014

O derby, por fora

Por 11para11

 

Antes do derby de amanhã, decidimos ver o que é que os outros colaboradores do 11para11, os imparciais, têm para dizer acerca de Benfica e Sporting. Até convencemos "O Especialista" a escrever umas linhas.

 

O que achas da época do Benfica até agora?

Bernardo Sousa (O cantinho da Mágica)- Repleta de altos e baixos, o potencial do plantel claramente exigia melhores níveis exibicionais.

Paulo Pereira (No Caldeirão, Domingo às 4)- Ironicamente, apesar da liderança isolada, está a ser uma época de menos. O Benfica tem o melhor plantel a nível individual, mas a qualidade de jogo caiu a pique em relação aos últimos anos e a eliminação da Champions foi inadmissível.

O Tubarão - O melhor plantel da Liga suportou o trauma da época passada e consequente arranque intermitente este ano. O sonho presidencial da Liga dos Campeões morreu cedo mas o campeonato, pelo terceiro ano seguido, is there for the taking.

O Fantasista - O esperado, depois de sabermos que o Jorge continuaria pelo menos mais uma época.

O Especialista - Apesar de alguma irregularidade e trocando a eficácia pela nota artística, nomeadamente nas provas nacionais (exceptuando o penalti defendido na última ronda), justifica a liderança.

 

O que achas da época do Sporting até agora?

Bernardo Sousa - Acima das expectativas, nível exibicional mais constante, mas com incapacidade notória até agora para dar o próximo passo no que concerne a superação em jogos contra adversários de igual valia.

Paulo Pereira - Impressionante a todos os níveis, como ninguém imaginaria que pudesse ser. As melhorias eram previsíveis, pela maior estabilidade e porque fazer pior era impossível, mas nunca que fosse provavelmente discutir o título até ao fim. Bom futebol, apesar dos dois últimos meses, resultados consistentes e muita evolução individual. Trabalho bestial do Leonardo.

O Tubarão - Excelente trabalho de Leonardo Jardim. Boas investidas no mercado. Época em sub-rendimento de Benfica e Porto. Luta pelo título.

O Fantasista - Uma completa surpresa até pelo total desconhecimento da sua maior figura: "Yaya" Carvalho.

O Especialista - Citando o seu líder, "não se pode passar da pior época de sempre, para a melhor". Na ausência de pressão e provas europeias, a boa campanha na Liga, faz esquecer (principalmente aos seus adeptos) a eliminação na Taça de Portugal e Taça da Liga.

 

Maiores surpresas?

Bernardo Sousa - A venda de activos em Janeiro. Em termos individuais, destaco o reaparecimento de Rodrigo depois de uma 2ª volta da época passada fraca. A maior surpresa, obviamente, William Carvalho. Apesar de estar surpreendido com a espectacular época que Cédric está a fazer. 

Paulo Pereira - Surpresa pura, o talento imenso do Marković. Mas destacaria o Enzo e o Gaitán como figuras da época. William Carvalho, claro. É monstruosamente bom e, em meio ano, passou a ser, para mim, um titular de Selecção. Mas também o Montero e o Slimani, resultado de um grande scouting ofensivo, ambos melhores que o van Wolfswinkel. 

O Tubarão - A continua excelência de Enzo Perez, jogue com quem jogar a seu lado. William Carvalho. No inicio da época achei que era só mais um dos habituais hypes em relação aos produtos da Academia. Não, o miúdo é mesmo bom. 

O Fantasista - Rodrigo (pós lesão do Oscar). "Yaya" Carvalho.

O Especialista - Jan Oblak, apesar da comprometedora falha em Barcelos. William é sem dúvida a revelação nacional que muita falta fará a todos os níveis, no derby.

 

Maiores desilusões?

Bernardo Sousa - Até ver, será Djuričić, esperava bem mais dele. Eric Dier, depois da época passada era de esperar que ele tivesse lugar de caras neste 11.

Paulo Pereira - O ocaso do Lima e, no cômputo geral, o tal decréscimo tão acentuado de qualidade de jogo. Carrillo. Inacreditável que um jogador com aquela qualidade, num contexto tão favorável, continue a render tão pouco.

O Tubarão - Djuričić. A nossa Liga não é a Eredivisie. Carillo. Nem ao Wilson Eduardo ele tira o lugar.

O Fantasista - Cortez, após o hype da pré-época. Carrillo, mais uma vez.

O Especialista - Djuričić, ainda não mostrou a qualidade e o real valor que justificou a sua contratação. Diego Capel e Carrillo continuam sem revelar regularidade e consistência, completando somente 2 e 3 jogos, respectivamente.

 

Prognóstico para amanhã?

Bernardo Sousa - Creio ser mais provável que o Benfica vença, especialmente tirando proveito do factor casa e da ausência de William Carvalho.

Paulo Pereira - Vitória do Benfica. Porque, estando inferior ao que já foi, continua a morar noutro patamar, mercê do nível individual e do calejamento adquirido, além de jogar em casa. O jogo com o Porto é paradigmático em relação a isso. 

O Tubarão - Ainda não é desta que o Sporting vence um grande esta época. 3-1.

O Fantasista - 1-1, partindo do principio que não há galos de último minuto.

O Especialista - No derby mais equilibrado dos últimos anos, em termos pontuais, ainda assim se tivesse que apostar, seria na vitória do Benfica. Com a curiosidade de o Benfica marcar consecutivamente nos últimos 51 jogos da Liga e que o Sporting é a equipa com mais golos marcados e menos sofridos, o que não significa ter melhor ataque e a melhor defesa. Sendo que não vence na Luz há uma década, data em que lá marcaram o último golo e somente venceram 5 dos últimos 47 confrontos na Luz, em jogos referentes à Liga.

 


Jorge e Leonardo continuam na próxima época?

Bernardo Sousa - Jesus se for campeão tem tudo para continuar. Se não saiu no final da temporada anterior, não faria sentido sair se cumprisse o objectivo principal, ser campeão. Leonardo tem também tudo para continuar, especialmente partindo do princípio que está no seu clube e que a margem de progressão é ainda bastante acentuada.

Paulo Pereira - Sou um admirador do trabalho de fundo de Jesus e acho que não será fácil ao Benfica arranjar alguém melhor, mas sem um grande título - essencialmente o campeonato, mas, por eventualidade, a Liga Europa - acho que era insustentável que continuasse. O Leonardo nem fará sentido discutir. Só se o Sporting fosse tomado por um Godinho outra vez.

O Tubarão - Leonardo 99.9% sim. Jorge, com ou sem título, 99.9% não.

O Fantasista - Ambos os dois.

O Especialista - Os resultados ditam o quotidiano dos treinadores e neste momento a continuidade de Leonardo Jardim é muito provável, sendo visível em todos os jogos o bom trabalho realizado, com todas as condicionantes do plantel. Relativamente a Jorge Jesus, muito do seu futuro depende dos títulos ou ausência dos mesmos. No entanto quando se verificar a saída, a herança será pesada.