A Selecção
04
Fev

2015

Eternos rivais

Por 11para11

 


O que representa para vocês, como adeptos, o dérbi de Lisboa?

Jorge Gomes Salvado (JGS) - Rivalidade única em Portugal, onde os dois maiores clubes do futebol nacional se juntam para disputar o jogo que, mesmo em amigáveis, ninguém quer perder.

Tiago Quartilho (TQ) - Cresci numa família de benfiquistas, e desde cedo comecei a ir à Luz. A minha mãe, grande responsável pelo meu benfiquismo, nasceu e cresceu numa época em que o Sporting ainda era grande e, sendo de Lisboa, a maioria dos adversários que conhecia eram sportinguistas pelo que, para ela, essa rivalidade era muito forte.
A questão é que eu desde que vejo futebol (a partir dos 4 anos), o Sporting apenas foi campeão duas vezes, e nenhuma até aos meus 22 anos, e portanto, tenho dificuldade em sentir essa rivalidade histórica do antigamente. O meu único rival é o FCP.
Isso não quer dizer que não sinta o dérbi de forma diferente dos outros jogos. Mas isso deve-se apenas ao facto de conhecer, conviver e trabalhar com mais sportinguistas que adeptos dos outros clubes, e portanto, se perdermos tenho de os aturar.
Felizmente desde que temos o grande mestre da táctica como treinador, em 11 jogos para a liga apenas perdemos um e por isso, não tenho tido de os aturar muito.
Mas todos sabemos que este é O campeonato do Sporting, e por isso, é sempre mais complicado que outros jogos.

 

Que análise fazem do adversário?

TQ- Tal como o ano passado, o Sporting vive muito da qualidade do trabalho do seu treinador. O plantel é fraco, e apenas a capacidade de potenciar jovens medianos tem valido nos últimos anos. Entre o clube que ficou em 7º, a 35 pontos do Benfica, há dois anos e o desta época, a diferença na qualidade dos seus jogadores é pouca, salvo raras excepções. O resto é trabalho e qualidade de Leonardo Jardim e Marco Silva, na forma como têm conseguido esconder as fragilidades do plantel, e na maioria das fases, mantido os níveis de confiança altos.

JGS- Ao contrário de outras épocas, este talvez seja o Benfica mais fraco dos últimos anos. A perda de jogadores influentes, embora a classificação actual não o demonstre, tornam o Benfica mais pobre em termos exibicionais e na construção do seu jogo. Ainda assim, segue em primeiro e parece-me que, entre um ou outro lance duvidoso, de forma merecida.
Para o Sporting este não será um jogo decisivo. Estamos longe da possibilidade de vir a discutir o título esta época e o Vitória de Guimarães está a 6 pontos. Penso que será um jogo em que ambas as equipas quererão ganhar, mas por razões diferentes. O Sporting joga em casa, quer ganhar todos os jogos e, principalmente, contra o seu maior rival. Em conjunto com a ambição natural que estas partidas incrementam, penso que nos devemos concentrar na possibilidade de chegar ao 2º lugar e, por isso, não haverá margem para perder mais pontos.
Por outro lado, o Benfica quer continuar com uma margem confortável em relações aos seus dois adversários directos e, mediante qualquer deslize, terá o FC Porto por perto e o Sporting a encurtar terreno.

 

O melhor e o pior cenário para o jogo?

JGS -O melhor cenário será o Sporting entrar no jogo a vencer cedo.
O pior cenário será exactamnente o inverso. Caso o Benfica marque nos primeiros minutos do jogo, será difícil dar a volta ao resultado.

TQ - Essa é fácil. O melhor cenário é assumirmos o jogo desde início, com a consciência que somos mais fortes, e que o empate não é um bom resultado. O pior cenário é o Jorge Jesus jogar com medo (como faz na Champions e no Dragão), deixarmos o Sporting ganhar confiança e perdemos o jogo, que mesmo assim nos deixa com três pontos de vantagem para o Porto e quatro para o Sporting (apesar da desvantagem no confronto directo, mantenho a convicção que o Sporting dificilmente se manterá na luta até final da época).
 

 

O vosso clube vai ganhar porque ........ ?

TQ- Independentemente de ter um plantel mais fraco que em anos anteriores, neste confronto directo a diferença de qualidade individual ainda é razoável. O Benfica tem melhores jogadores, e a confiança de quem sabe que nas últimas épocas tem conseguido bons resultados nos dérbis. A vantagem pontual pode também ajudar, porque a pressão do resultado está mais do lado do Sporting, que ficando a 10 pontos novamente sabe que dificilmente poderá continuar a sonhar com o título.

PS: Estava muito mais confiante se o melhor jogador do campeonato jogasse e estivesse a 100%, e se Júlio César estivesse na baliza ao invés de a recuperar daquele sprint absurdo...

JGS- Não sei se o Sporting irá ganhar, mas quero acreditar, e acredito, que este Sporting é capaz de vencer o Benfica. Espero que sejam apenas os 22 jogadores a decidir o justo vencedor.